Band oficializa transmissão da F1 até 2022 e também passará F2 e F3; F1TV Pro será liberada no Brasil

Com isso as principais categorias de acesso do Mundial voltam a ser exibidas na televisão brasileira

Band oficializa transmissão da F1 até 2022 e também passará F2 e F3; F1TV Pro será liberada no Brasil

A Band oficializou nesta terça (09) a aquisição dos direitos de transmissão da Fórmula 1 pelos próximos dois anos. Com isso, a principal categoria do automobilismo nacional passa oficialmente a ter uma nova casa na televisão brasileira, assumindo um posto que a Globo ocupou por mais de quatro décadas.

No comunicado divulgado em seu portal, a Band confirmou a exibição das 23 provas do calendário de 2021 no canal de TV aberta, com a transmissão do pódio, algo que era pedido pelos fãs do esporte, enquanto os treinos livres e os classificatórios ficarão a cabo da Bandsports, canal de TV pago do grupo. A novidade do anúncio é a aquisição também das Fórmulas 2 e 3, que não foram transmitidas na TV brasileira em 2020. As duas categorias também ficarão com o Bandsports.

Leia também:

João Saad, presidente da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão, celebrou o anúncio e como isso reforça a visão de "Canal do Esporte" da Band.

“O Brasil representa um dos cinco maiores mercados do mundo em audiência e faturamento da Fórmula 1®. Voltar a ser a casa da categoria depois de 41 anos é motivo de muito orgulho para nós”.

Segundo a Band, um dos pilares do acordo é "a cobertura extensa de toda a temporada com conteúdo jornalístico em todas as plataformas de comunicação do Grupo Bandeirantes". No comunicado, o canal confirma que Reginaldo Leme será o comentarista, mas não menciona o nome de Mariana Becker como repórter. Mas a contratação da repórter gaúcha foi confirmada pelo apresentador Datena no programa "Brasil Urgente", onde a Band oficializou a aquisição dos direitos de transmissão.

Na atração, Datena ainda anunciou que as transmissões terão a participação de Glenda Kozlowski, que foi contratada para apresentar o Show do Esporte, programa dominical onde a F1 será uma das principais atrações.

“A Band, junto com todo o time da F1, vai trabalhar muito e com toda a motivação para que o amante do automobilismo vibre com o jeito Band de fazer esporte. Será uma jornada espetacular e não vemos a hora de ser dada a largada”, disse Denis Gavazzi, diretor de esportes.

Essa será a volta da F1 à Band, que já transmitiu o Mundial durante a temporada de 1980, exibindo ao vivo a primeira vitória de Nelson Piquet na categoria. No final do comunicado, a Band ainda parabeniza o Grupo Globo pela "grande qualidade técnica e jornalística, que valorizou e elevou a importância da modalidade".

O comunicado ainda deixa algumas arestas em aberto, como a identidade do narrador.

Outra novidade, confirmada pela jornalista Julianne Cerasoli, pertencente ao Grupo Band, é que a F1TV Pro será disponibilizada no Brasil, utilizando a narração das transmissões da própria Band, e o valor da assinatura deve ser de R$28,90 caso opte pela mensalidade ou R$279,90 na opção anual.

A novela dos direitos da F1 no Brasil se arrastava desde o meio do ano passado, quando a Globo confirmou pela primeira vez que não renovaria. Isso abriu caminho para a Rio Motorsports, que queria os direitos e pretendia realizar o GP do Brasil no Rio de Janeiro.

A TV Cultura chegou a mostrar interesse pela exibição, em um projeto que abarcaria transmissões em TV aberta, fechada e pelo streaming. Porém, a Rio Motorsports acabou sendo excluída das negociações após a Liberty ficar insatisfeita com o rumo das negociações.

Foi neste momento que a Globo voltou à mesa, mas houve também outros grupos de mídia demonstrando interesse, com a possibilidade de uma proposta conjunta entre o SBT e a Disney.

Mesmo com uma negociação repleta de impasses, a Liberty Media via a manutenção da Globo como essencial, já que o canal é o que possui a maior penetração no mercado do Brasil. Em meio a um forte impacto econômico causado pela pandemia, a dona da F1 passou a destacar a importância do público brasileiro para a audiência global do esporte. Em 2019, o país representou quase um quarto da audiência da F1 pelo mundo.

A chegada da F1 à Band é uma vitória da emissora, que busca reforçar sua aposta dominical, a volta do 'Show do Esporte'. Durante seu auge, o programa chegou a ter mais de dez horas de duração, contando com transmissões e programas ligados ao mundo do esporte.

Além disso, a Band vem reforçando sua cobertura do esporte a motor. No ano passado, a emissora anunciou que havia adquirido os direitos de transmissão da Stock Car na TV aberta, enquanto o SporTV manteve os direitos em TV fechada. O acordo, que valeria apenas para 2021, foi adiantado já para 2020, com o canal paulistano transmitindo a Grande Final da Stock em Interlagos.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

GUERRA nos bastidores, NOVA casa e VELHOS conhecidos: a ida da F1 da GLOBO para a BAND em 7 PONTOS

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

compartilhar
comentários
F1: Grosjean se diz "surpreso" com mudança na gestão da Alpine

Artigo anterior

F1: Grosjean se diz "surpreso" com mudança na gestão da Alpine

Próximo artigo

Podcast #088 - F1 na Band e o 'fico' de Hamilton: o que esperar de 2021?

Podcast #088 - F1 na Band e o 'fico' de Hamilton: o que esperar de 2021?
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Redação Motorsport.com