Briatore 'anuncia' seu retorno à Fórmula 1 em vídeo enigmático com CEO da categoria

Ex-chefe de Benetton e Renault e 'padrinho' de Schumacher e Alonso estava fora da categoria desde o escândalo do crashgate de Singapura em 2008

Briatore 'anuncia' seu retorno à Fórmula 1 em vídeo enigmático com CEO da categoria

Com um vídeo publicado em seu perfil no Instagram, Flavio Briatore 'anunciou', ao lado de Stefano Domenicali, seu retorno à Fórmula 1 na área do entretenimento. O empresário, que alavancou Benetton e Renault e lançou dois nomes do calibre de Michael Schumacher e Fernando Alonso na categoria máxima do automobilismo, está pronto para retornar ao mundo que o havia banido em 2009.

Nada foi vazado sobre o papel que ele terá na Liberty Media e na próxima temporada, que terá 23 compromissos envolvendo equipes, pilotos e profissionais de março a novembro de 2021.

Leia também:

No vídeo, Briatore aparece ao lado de Domenicali. O CEO da F1 desperta a curiosidade ao afirmar: "Fique ligado. Haverá muita diversão na próxima temporada da F1".

Logo a seguir é a vez de Flavio, que ao comentar o post escreve: "Um novo capítulo na categoria está para começar: vamos trazer a emoção, o entretenimento, a alegria e a energia que este maravilhoso esporte merece!".

O chefe da Red Bull, Christian Horner, foi mais um que se manifestou na publicação, com o comentário: "Bom te ver envolvido novamente".

 

Segundo rumores, Briatore deve cuidar do aspecto lúdico a cada rodada do campeonato mundial, mas ainda não está claro se o compromisso do ex-chefe da Benetton e Renault será reservado aos convidados VIP que visitam o paddock ou ao público presente na pista.

Para o empresário, esta oportunidade marca seu retorno oficial à Fórmula 1 após o escândalo crashgate de 2008. Naquele ano, durante o GP de Singapura, Nelson Piquet Jr. bateu na parede de propósito para que o safety car fosse acionado, o que beneficiou seu companheiro de equipe, Alonso, que ganhou a corrida.

O brasileiro, abandonado por Briatore no ano seguinte e dispensado da equipe, confessou que foi forçado a cometer o acidente. O escândalo estourou imediatamente e levou à expulsão do italiano da Fórmula 1, mas em 2010 o Tribunal de Grande Instance de Paris anulou a decisão, considerando o procedimento instituído pela FIA como irregular.

F1 AO VIVO: Red Bull DESCOBRIU seu PROBLEMA? Mercedes será DESFALCADA? Os DESTAQUES pré-GP dos EUA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #138 – Red Bull não sabe o que fazer contra Mercedes após GP da Turquia?

 

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Saiba quanto cada piloto colaborou para a pontuação de suas equipes em 2021
Artigo anterior

F1: Saiba quanto cada piloto colaborou para a pontuação de suas equipes em 2021

Próximo artigo

F1: Ricciardo testará NASCAR de Dale Earnhardt durante o GP dos Estados Unidos

F1: Ricciardo testará NASCAR de Dale Earnhardt durante o GP dos Estados Unidos
Carregar comentários