Brown diz que F1 tem que aceitar "licença artística" da Netflix

CEO da McLaren falou que categoria precisa entender benefícios mais amplos que vêm da série

Brown diz que F1 tem que aceitar "licença artística" da Netflix

O CEO da McLaren, Zak Brown, disse que a Fórmula 1 deve ficar feliz e aceitar a "licença artística" da Netflix em Drive to Survive, embora tenha chateado alguns fãs.

A terceira temporada de Drive to Survive, série que mostra os bastidores da F1, serviu para dividir a opinião entre os torcedores da categoria.

Leia também:

Em particular, o corte frequente de conversas ou comentários para potenciar uma polêmica irritou alguns - e notou-se como se tentou retratar um sentimento de conflito entre a então dupla da McLaren Carlos Sainz e Lando Norris.

Mas, apesar das críticas, Brown disse que a F1 precisa entender os benefícios mais amplos que vêm da série Netflix, que se provou extremamente popular e ajudou a elevar o número de fãs da categoria máxima do automobilismo.

"Acho que a Netflix tem sido ótima para a F1", disse Brown no Bahrain. 

"Tem sido a tendência número um."

“Acho que foi o número um em 25 países. Então, acredito que o objetivo principal da Netflix é entreter e trazer novos espectadores para a F1."

O CEO da McLaren disse ainda que o tratamento que a Netflix dá à categoria deve ser comparado ao modo como Hollywood frequentemente coloca o entretenimento sobre a necessidade de ser realista nos filmes.

"[Olhe para] Top Gun", disse ele.

“Então, é claro, todos nós que vivemos no esporte sabemos que Carlos e Lando tinham um ótimo relacionamento, e não havia o tipo de tensão ali retratada."

“Sempre que você entra em um programa de televisão, eles vão criar algum entretenimento que todos nós no paddock sabemos, talvez não seja bem assim."

"Mas acho que está tudo bem, e acho que o mais importante é que [a Netflix] fez coisas maravilhosas para atrair novos fãs ao redor do mundo. Portanto, apoiamos muito a Netflix e o que eles estão tentando realizar, mesmo que eles tenham um pouco de licença artística aqui e ali."

O chefe da Red Bull, Christian Horner, admitiu que às vezes se sentiu desconfortável com parte do tratamento de Drive to Survive.

"Recentemente, me perguntaram se eu estremecia sempre que assistia ao filme, a resposta honesta é sim, constantemente", disse.

“É um programa de TV, mas também mostra um lado do esporte que normalmente não é transmitido durante uma transmissão convencional de final de semana."

“Mostra algumas das características e algumas das personalidades, que se apresentam de uma certa forma para envolver o público. Mas no geral é muito positivo para a F1 e a popularidade parece enorme”, concluiu Horner. 

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1 AO VIVO: Verstappen mostra força e domina treinos; McLaren e Mercedes na sequência | SEXTA-LIVRE

PODCAST – Temporada 2021 marca nova era na cobertura do esporte a motor na TV?

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen volta a liderar e Norris bate Hamilton no segundo treino livre

Artigo anterior

F1: Verstappen volta a liderar e Norris bate Hamilton no segundo treino livre

Próximo artigo

Análise técnica: quem irá copiar na F1 a solução de difusor da McLaren?

Análise técnica: quem irá copiar na F1 a solução de difusor da McLaren?
Carregar comentários