Drive to Survive: 5 histórias 'esquecidas' que deveriam ter feito parte da nova temporada

Ao longo de 10 episódios, produção da Netflix ignorou assuntos que poderiam abrilhantar temporada

Drive to Survive: 5 histórias 'esquecidas' que deveriam ter feito parte da nova temporada

Nesta sexta-feira (19) estreou no serviço de streaming Netflix a terceira temporada de Drive to Survive (Dirigir para viver), série documental que retrata os bastidores da Fórmula 1. Na versão deste ano, o foco foi na temporada de 2020 e todas as suas peculiaridades devido às consequências da pandemia do novo coronavírus.

Entre os vários acertos da produção, alguns erros foram sentidos, o que pode dar a impressão de ter havido uma temporada ‘comum’, o que definitivamente não tivemos em 2020.

Leia também:

O Motorsport.com apontou pelo menos cinco histórias que poderiam fazer parte da temporada tranquilamente e que simplesmente foram esquecidas.

Período sem corridas

No primeiro capítulo, a pré-temporada e o GP da Austrália cancelado por causa do início da pandemia dão o pontapé inicial certeiro. Mas, depois as histórias se resumem ao que aconteceu a partir do GP da Áustria, deixando de lado 217 sem corridas. As incertezas sobre o esporte, o fechamento das fábricas, os pilotos tentando manter a forma em casa e participando de corridas virtuais, entre outras coisas, simplesmente não fizeram parte do enredo, mesmo tendo sido marcante na época.

Saída da família Williams da F1

No final de agosto foi anunciado que a Williams foi vendida para o grupo americano de investimentos Dorilton Capital, fazendo com que a família fundadora da equipe deixasse a F1. A última corrida de Claire Williams como chefe foi no GP da Itália, mas o acontecimento, um dos mais marcantes da história da categoria nos últimos anos, não recebeu a atenção que deveria, com a filha de Sir Frank Williams aparecendo em várias outras ocasiões. Quem não conhece a história da venda do time britânico, mesmo após assistir a nova temporada vai acreditar que ela ainda está no comando.

Claire Williams, Deputy Team Principal, Williams Racing

Claire Williams, Deputy Team Principal, Williams Racing

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

Covid ignorado

Sergio Pérez, Lance Stroll e Lewis Hamilton foram os três pilotos da F1 que contraíram a Covid-19 durante a temporada 2020. O mexicano se ausentou em duas corridas, o canadense e o britânico em uma. Nos 10 episódios não foi feita qualquer referência aos pilotos com testes positivos, nem de seus substitutos. Nico Hulkenberg, sinônimo de piloto/atleta substituto, além de cotado para uma vaga na Red Bull para 2021 não apareceu nem foi citado. Quanto à corrida de George Russell em Sakhir, no lugar de Hamilton, ela também foi ignorada. Outro ‘esquecido’, mas sem ser por causa da doença foi Pietro Fittipaldi, que substituiu Romain Grosjean, que teve um episódio dedicado ao seu grave acidente. Em nenhum momento o neto de Emerson Fittipaldi foi ouvido.

Personagem pouco explorado

Um piloto em especial que esteve na briga pelo vice-campeonato até o fim, que sempre é polêmico, mas que ficou à margem dos principais assuntos da temporada de Drive to Survive foi Max Verstappen. A produção da série preferiu dar maior atenção à Red Bull nas figuras de Christian Horner e a batalha para desbancar a Mercedes, e a fritura explícita a Alexander Albon. O vencedor de duas corridas e sempre polêmico não foi ouvido.

Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position, with his trophy

Max Verstappen, Red Bull Racing, 1st position, with his trophy

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Recordes de Hamilton

Em um ano especial para Lewis Hamilton, que acabou igualando o número de títulos de Michael Schumacher, além de quebrar o recorde de vitórias na F1, e tantas outras marcas históricas, nenhum capítulo se dedicou a mostrar em detalhes as ocasiões dos recordes e do heptacampeonato. Os últimos minutos do último capítulo foram dedicados ao inglês, mas falando sobre sua luta na campanha antirracista que foi uma das marcas registradas em 2020. Ao ver o nível de ‘esquecimento’ demonstrada pela produção de Drive to Survive, ficou a impressão que o assunto foi incluído de última hora.

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1, 1st position, and Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG, celebrate on the podium

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1, 1st position, and Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG, celebrate on the podium

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1: Já assistimos Drive to Survive 3; confira os erros e acertos da Netflix para temporada

PODCAST: Mercedes pode ter reinado derrubado após dificuldades vistas na pré-temporada?

 

compartilhar
comentários
F1: Tarso Marques revela drama por causa do coronavírus; entenda

Artigo anterior

F1: Tarso Marques revela drama por causa do coronavírus; entenda

Próximo artigo

F1 - Mercedes alfineta Red Bull: “Nós falamos na pista”; confira

F1 - Mercedes alfineta Red Bull: “Nós falamos na pista”; confira
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Erick Gabriel