Fórmula 1
07 ago
Corrida em
04 Horas
:
09 Minutos
:
07 Segundos
04 set
Próximo evento em
25 dias
R
GP da Toscana
11 set
Próximo evento em
32 dias
R
GP de Singapura
17 set
Canceled
R
GP da Rússia
25 set
Próximo evento em
46 dias
R
GP do Japão
08 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
23 out
Canceled
R
GP do México
30 out
Canceled
R
GP do Brasil
13 nov
Canceled
R
GP de Abu Dhabi
27 nov
Próximo evento em
109 dias

CEO da Daimler crava dupla da Mercedes para 2021: "Vamos manter nossos rapazes"

compartilhar
comentários
CEO da Daimler crava dupla da Mercedes para 2021: "Vamos manter nossos rapazes"
Por:
7 de jul de 2020 12:39

Ola Källenius, CEO da empresa-mãe da Mercedes, deu a declaração à Sky Alemanha no domingo antes do GP da Áustria

As chances de Sebastian Vettel conseguir uma vaga para a temporada 2021 da Fórmula 1 na Mercedes, que já não eram grandes, diminuíram ainda mais. Durante o GP da Áustria, o CEO da Daimler, empresa-mãe da Mercedes, Ola Källenius, deixou claro o compromisso de manter Lewis Hamilton e Valtteri Bottas na equipe.

"Vamos manter nossos rapazes", disse Källenius em uma entrevista à Sky Alemanha, gravada antes da corrida no domingo.

Leia também:

Um anúncio tão claro ainda não havia sido feito por ninguém envolvido com a equipe. Porém, segundo o Motorsport-Total.com, nenhum contrato foi assinado ainda com os pilotos.

Após a corrida, o Motorsport-Total.com, perguntou ao chefe da equipe, Toto Wolff, sobre a fala do CEO da Daimler e sua afirmação tão segura.

Wolff não confirmou que a decisão já havia sido tomada nos bastidores. Mas disse: "Sim, temos essa como uma das opções. Sempre dissemos isso".

Anteriormente, ele já havia dito que "estava muito feliz com a dupla, em termos de velocidade, performance, mente e colaboração entre ambos". E que "a prioridade número um seria assinar com ambos, dando continuidade ao trabalho".

O próprio Vettel parece conformado que a Mercedes não deve ser uma opção para ele. Na segunda, em entrevista à ServusTV, canal austríaco, quando perguntado sobre como as coisas iriam na equipe com relação aos pilotos, ele disse: "Acho que a equipe, em sua formatação atual, está muito feliz e indo muito bem".

Vettel também diz que entende a posição de Wolff de priorizar sua dupla atual: "Os últimos anos provam isso. Eu consigo entender eles quererem manter isso.

"Mas nenhuma decisão foi tomada ainda. Em teoria, ambas as vagas ainda estão livres. Mas é claro que Lewis vai ficar se ele quiser. E, depois de ontem, o mesmo vale para Valtteri".

Por razões esportivas e pelo próprio relacionamento, não há razões para um divórcio de Hamilton com a Mercedes. O hexacampeão corre no melhor carro da F1 e tem chances excelentes de vencer os mundiais de 2020 e 2021, ultrapassando os recordes de Michael Schumacher. Um objetivo que ele pretende atingir antes de sua aposentadoria.

E apesar de Bottas ter recebido apenas contratos de um ano da Mercedes, ele provou no último final de semana que é um piloto rápido quando está em um bom dia. Além disso, é considerado um piloto que joga pela equipe. Há vários exemplos na história da F1 que ter dois pilotos número um nem sempre leva ao sucesso.

Apesar de entender que ter Vettel na Mercedes seria uma "ideia animadora, especialmente para os fãs alemães", Källenius disse no domingo: "Com Lewis e Valtteri, temos uma dupla excelente. E também vimos as qualidades de Valtteri. Eles são dois pilotos de ponta, que se desafiam constantemente".

RETA FINAL: Bastidores das "tretas" da F1 na Áustria e a participação de Felipe Drugovich

PODCAST: Entrevista com Bruno Senna: a trajetória no automobilismo e histórias com tio Ayrton Senna

 

F1: Sétimo, Gasly revela que quase foi obrigado a abandonar na Áustria

Artigo anterior

F1: Sétimo, Gasly revela que quase foi obrigado a abandonar na Áustria

Próximo artigo

F1: Mercedes admite que design do W11 está causando problemas na caixa de câmbio

F1: Mercedes admite que design do W11 está causando problemas na caixa de câmbio
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Christian Nimmervoll