Fórmula 1
06 mai
Próximo evento em
61 dias
20 mai
Próximo evento em
75 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
89 dias
10 jun
Próximo evento em
96 dias
24 jun
Próximo evento em
110 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
131 dias
29 jul
Próximo evento em
145 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
173 dias
02 set
Próximo evento em
180 dias
09 set
Próximo evento em
187 dias
23 set
Próximo evento em
201 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
208 dias
07 out
Próximo evento em
215 dias
21 out
Próximo evento em
229 dias
28 out
Próximo evento em
236 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
272 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
281 dias

F1: Erro de ajuste na asa dianteira prejudicou Verstappen no GP da Turquia

Piloto holandês disse que mudança prejudicou o equilíbrio aerodinâmico do carro

compartilhar
comentários
F1: Erro de ajuste na asa dianteira prejudicou Verstappen no GP da Turquia

As dificuldades de Max Verstappen no GP da Turquia foram ocasionadas por um erro de ajuste da asa dianteira que acabou com o equilíbrio aerodinâmico de seu carro de Fórmula 1, revelou o holandês.

O piloto da Red Bull era um dos favoritos para a vitória em Istambul, já que ele foi dominante ao longo dos treinos e garantiu um lugar na primeira fila.

Leia também:

Embora um péssimo começo o tenha derrubado no pelotão e forçado uma corrida de recuperação, ele reagiu rápido e chegou a perseguir Sergio Perez, da Racing Point.

Mas um giro enquanto disputava contra o mexicano o forçou a ir aos boxes para colocar pneus novos, e depois disso ele nunca mais teve ritmo para se defender de maneira adequada. Ele ainda chegou a rodar mais uma vez.

Verstappen acabou ficando no sexto lugar e admitiu que foi uma ‘corrida para esquecer’.

Em declarações ao jornal holandês de Telegraaf, Verstappen disse que uma análise mais atenta do seu carro após a corrida mostrou por que é que ele lutou tanto.

Ele disse que um ajuste da asa dianteira não foi feito corretamente, com um lado sendo alterado muito mais do que o outro.

Isso fez com que o equilíbrio aerodinâmico fosse diferente em ambos os lados do carro, o que explicaria por que ele nunca se sentiu confortável com a direção.

“Basicamente tudo deu errado”, disse ele. “Acontece que o ajuste da minha asa dianteira estava completamente errado.

“Por um lado, estávamos sete graus abaixo do que deveria ter sido a configuração da nossa asa dianteira. Isso é realmente muito.

“Normalmente você ajusta um grau aqui ou ali, ou algo assim. Mas sete graus, isso é muito. Então, o que você pode fazer como piloto? Quase nada funciona como resultado disso.”

 

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

Verstappen também negou que sua tentativa de passar Perez tenha sido desencadeada pelo desespero para compensar as dificuldades da primeira volta.

“Eu nem queria ultrapassá-lo lá”, disse ele. “Não é que eu estivesse muito impaciente ou algo assim. Não havia nada que eu pudesse fazer naquele local.”

“Eu só queria ‘colar’ atrás dele, mas de repente perdi a direção para fora da pista. Então estava mais ou menos acabado”.

“O estado do asfalto também era ridículo. E com esta configuração de asa dianteira, não há muito que você possa fazer como piloto. ”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PÓDIO: Chuva traz caos ao GP da Turquia, mas Hamilton se sobressai, vence e garante o hepta

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

 

Pelé, Rosberg e mundo do esporte celebram hepta de Hamilton: "Uma das maiores conquistas da história do esporte"

Artigo anterior

Pelé, Rosberg e mundo do esporte celebram hepta de Hamilton: "Uma das maiores conquistas da história do esporte"

Próximo artigo

Brawn vê Hamilton no auge da carreira: "É um domínio que vemos apenas uma vez na vida"

Brawn vê Hamilton no auge da carreira: "É um domínio que vemos apenas uma vez na vida"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble