Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Evento encerrado
09 jul
-
12 jul
Treino Livre 1 em
09 Horas
:
44 Minutos
:
53 Segundos
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
6 dias
R
GP de 70º aniversário
06 ago
-
09 ago
Próximo evento em
27 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
48 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
55 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Canceled
24 set
-
27 set
Próximo evento em
76 dias
08 out
-
11 out
Canceled
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
104 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
111 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
125 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
139 dias

Ex-companheiro de Hamilton revela aposta que mostrou alto nível de inglês

compartilhar
comentários
Ex-companheiro de Hamilton revela aposta que mostrou alto nível de inglês
Por:
6 de jun de 2020 13:21

Heikki Kovalainen relatou aposta curiosa nos treinos do GP da Bélgica de 2009, além de seu esforço em tentar manter o mesmo nível que Hamilton, que estava apenas em seu segundo ano de F1

Falando sobre o período em que foi companheiro de equipe de Lewis Hamilton na McLaren, nos anos de 2008 e 2009, Heikki Kovalainen disse que sempre se esforçou para tentar igualar o piloto inglês.

E ele disse que não há melhor exemplo da crença de Hamilton em suas próprias habilidades do que uma aposta que fez com Kovalainen antes do GP da Bélgica de 2009.

Leia também:

Falando no podcast oficial da F1, Beyond the Grid, Kovalainen disse: “Estávamos em Spa e o primeiro treino estava prestes a começar, e acho que Lewis me procurou e disse: ‘Gostaria de fazer uma aposta, apenas na primeira volta. Quem passar mais rápido pela Eau Rouge saindo dos boxes."

“Naquela época, não era fácil sair dos boxes na manhã de sexta-feira. E eu disse: ‘Sim, sim, vamos fazer isso’. Então ele apenas acelerou e saiu na primeira volta. Eu tive que tirar o pé um pouco e perdi a aposta. Eu meio que sabia que havia perdido dinheiro. Eu nunca ia ganhar. Ele tem um espírito de luta inacreditável.”

Kovalainen disse que achava que Hamilton era um pouco mais rápido do que ele no tempo que passaram juntos, mas calculou que, se ele se esforçasse, poderia se aproximar. No final, ele suspeitava que a constante necessidade de ir além do seu nível o consumiu.

"Ele era um pouquinho mais rápido o tempo todo, e eu precisava me esforçar mais a cada sessão", disse ele. “Desde os testes de inverno, eu sempre fui assim, tive que me esforçar para igualá-lo ou estar à frente dele. E quando você faz isso por um ano e meio, você fica sem energia.”

“Na segunda metade de 2009 na McLaren, é justo dizer que eu guiei até abaixo da minha capacidade. Em vez de me concentrar em minha própria corrida e meus próprios resultados, eu tentava me aproximar de Lewis e comecei a me exceder. Fiquei frustrado e, de fato, a diferença ficou maior e cometi alguns erros.”

“Acho que a razão pela qual isso aconteceu durante o segundo semestre de 2009 foi porque eu tive que me esforçar a mais o tempo todo. E quando você está fazendo isso por muito tempo, você encontra uma parede em algum momento.”

Ele acrescentou: “Acho que o ritmo dele era apenas um pouco mais rápido e consistente. Eu não tenho nenhum problema em admitir isso. Ele é um dos maiores, se não o maior piloto. Estou feliz por ter corrido contra ele.”

“Mas naquele momento da minha carreira, também foi bastante prejudicial. Eu tive um bom momento, mas não fui capaz de manter o ritmo com Lewis como meu companheiro de equipe.”

Engenheiro brasileiro de Raikkonen afirma: "Teria 8 títulos se corresse 20 anos antes"

PODCAST: Entrevista com Rubens Barrichello: os bastidores da carreira do recordista de provas da F1 

 

Próximo artigo
Análise: Conheça a história do motor mais bem-sucedido da F1

Artigo anterior

Análise: Conheça a história do motor mais bem-sucedido da F1

Próximo artigo

Toyota doa carro de último ano de F1 a leilão de caridade da FIA contra Covid-19

Toyota doa carro de último ano de F1 a leilão de caridade da FIA contra Covid-19
Carregar comentários