F1: Alonso quer disputa em igualdade com Hamilton antes de encerrar carreira

Espanhol relembrou anos conturbados com o britânico na McLaren, onde "nenhum estava pronto" para a competição que ele deseja

F1: Alonso quer disputa em igualdade com Hamilton antes de encerrar carreira

Fernando Alonso já é bicampeão da Fórmula 1, venceu 32 corridas, está no caminho de se tornar o piloto com mais corridas na categoria e é visto por muitos como um dos melhores da história do automobilismo. No entanto, segundo ele, ainda falta um objetivo a ser cumprido: ter uma disputa em igualdade contra Lewis Hamilton.

Os dois já tiveram esse chance quando formaram a dupla da McLaren em 2007, mas foi uma temporada conturbada, de muitas brigas internas e má administração, de acordo com o espanhol. Após isso, alternaram entre equipes que não estavam em pé de igualdade e hoje se encontram em lugares bem distantes no grid.

Leia também:

"Acho que com Lewis não tinha, digamos, a competição que eu procurava", comentou Alonso em entrevista ao podcast da F1 Beyond The Grid. "Compartilhamos um time e isso, para as pessoas em geral, é a maior luta que se pode ter, mas em 2007 acho que nenhum de nós estava pronto."

"É claro que talvez ele não estivesse preparado para a disputa porque era um novato que chegou à Fórmula 1 e eu não estava tendo o melhor desempenho, não estava integrado com a equipe. Tivemos lutas juntos e o estresse de lutar pelo campeonato e não fomos bem administrados na época."

"Acabamos com o mesmo número de pontos, o que pode ser visto como acirrado, mas acho que nós dois poderíamos ter feito melhor", completou.

No ano referido por Alonso, a McLaren foi superior à Ferrari, sua principal rival na época, na maior parte do campeonato e chegou a Interlagos com chances de título tanto para Hamilton quanto o espanhol, mas perderam para o outsider de Maranello Kimi Raikkonen.

Essa não foi a única derrota, pois a escuderia de Woking também foi desclassificada dos construtores após ser pega em um esquema de espionagem conhecido como spygate, além do ambiente conturbado pelas brigas de Fernando com Ron Dennis e a disputa pela preferência da equipe.

"Nas temporadas que se seguiram, eu tinha um pacote melhor na Ferrari do que ele quando estava na McLaren. Não competimos diretamente", seguiu Alonso sobre o caminho que suas carreiras trilharam. "Quando ele mudou para a Mercedes, tinha um pacote melhor e nunca tivemos um chance de voltar a disputar juntos novamente."

"Esse é um ponto que falta na minha carreira, mas obviamente ele é uma lenda do esporte e, como Michael [Schumacher], ultrapassou o limite, porque se você quiser vencer Lewis, precisa fazer o seu melhor", concluiu.

Verstappen QUEIMOU LARGADA ou SAIU DA POSIÇÃO ERRADA no GP do Catar? Veja o que diz a regra da F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #148: O jogo virou a favor da Mercedes? Quem é o favorito ao título?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: FIA rebate pilotos e diz que regras ficaram bem claras após reunião no Catar
Artigo anterior

F1: FIA rebate pilotos e diz que regras ficaram bem claras após reunião no Catar

Próximo artigo

F1: Wolff está surpreso que Mercedes siga viva na disputa pelo título, "bem atrás" da Red Bull

F1: Wolff está surpreso que Mercedes siga viva na disputa pelo título, "bem atrás" da Red Bull
Carregar comentários