F1 anuncia extensão de contrato de três anos com GP do Japão

CEO da categoria, Stefano Domenicali, disse que contrato com Suzuka era “parte do nosso compromisso de longo prazo com o crescimento do esporte na Ásia”

F1 anuncia extensão de contrato de três anos com GP do Japão

A Fórmula 1 anunciou neste sábado (23) uma extensão do contrato de três anos com o GP do Japão, em Suzuka.

Suzuka foi sede do GP do Japão em todos os anos, exceto dois, desde sua primeira corrida de F1 em 1987, mas seu contrato existente deveria expirar após a etapa de 2021 marcada para outubro.

Leia também:

Em um anúncio feito na manhã deste sábado, a F1 revelou que fez um acordo de uma extensão de três anos do GP com o promotor de corrida, Mobilityland.

“Estou realmente feliz que a Fórmula 1 continuará correndo no Circuito de Suzuka por mais três anos”, disse o CEO da categoria máxima do automobilismo Stefano Domenicali.

“O Japão ocupa um lugar especial nos corações e mentes dos fãs da F1 em todo o mundo, e Suzuka foi palco de muitos dos momentos mais lendários do esporte, com 11 títulos de pilotos sendo decididos lá."

“O GP do Japão sempre apresentou um drama envolvente e excitante, e estou entusiasmado por poder continuar levando a emoção que é a F1 para os apaixonados fãs do automobilismo do Japão.”

Preocupações foram levantadas sobre o futuro da F1 no Japão devido à saída planejada da Honda no final de 2021, mas a ascensão do piloto da AlphaTauri Yuki Tsunoda significa que provavelmente ainda haverá o interesse japonês no grid nos próximos anos.

Yuki Tsunoda, AlphaTauri

Yuki Tsunoda, AlphaTauri

Photo by: Red Bull Content Pool

Domenicali disse que a extensão do contrato com Suzuka era “parte do nosso compromisso de longo prazo com o crescimento do esporte na Ásia”. A F1 também conta com corridas em Singapura e na China, enquanto a prova cancelada no Vietnã continua sendo um caminho que a categoria deseja explorar no futuro.

“Como resultado de repetidas negociações com a F1, pudemos concluir um contrato para sediar o evento a partir de 2022”, disse o presidente representante da Mobilityland, Kaoru Tanaka.

“Gostaríamos de expressar nossa sincera gratidão aos membros da F1, incluindo em primeiro lugar o Sr. Stefano Domenicali pela grande compreensão demonstrada durante as negociações."

“Estamos determinados a continuar nossos esforços junto com os residentes locais da Prefeitura de Mie e da cidade de Suzuka para que o Circuito de Suzuka continue sendo amado pelos fãs de todo o mundo e contribua para a prosperidade da cultura do automobilismo.”

Suzuka celebrará seu 60º aniversário em 2022, com Tanaka dizendo que a pista marcará um marco ao assumir “novos desafios para o futuro, ao mesmo tempo em que valoriza a história e as tradições do esporte para que possamos oferecer surpresas, alegrias e experiências emocionais aos fãs." 

Ex-companheiro de SENNA POLEMIZA sobre o que Ayrton acharia da F1 atual em ÍMOLA e cita RATZENBERGER

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Por que temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
F1: Villeneuve acredita que Hamilton "não está mais acostumado a correr riscos"

Artigo anterior

F1: Villeneuve acredita que Hamilton "não está mais acostumado a correr riscos"

Próximo artigo

Entenda como acidente de Bottas destacou aperto financeiro das equipes na F1

Entenda como acidente de Bottas destacou aperto financeiro das equipes na F1
Carregar comentários