F1: Novo carro da Alpine fica abaixo do peso e terá lastro em 2023; entenda

Equipe francesa é a primeira a falar publicamente que novo modelo precisará completar peso mínimo, facilitando equilíbrio do carro

Alpine A523

A Alpine conseguiu economizar tanto peso em seu novo A523 que o carro poderá se beneficiar do uso de lastro.

As equipes da Fórmula 1 há muito usam lastro para otimizar a distribuição de peso de pista para pista, embora nos últimos anos com os carros híbridos tenha se mostrado mais difícil para eles ficarem abaixo do limite mínimo para tirar proveito disso.

Leia também:

No ano passado, a maioria das equipes estava significativamente acima e todas enfatizaram que trabalharam duro para perder peso em seus carros durante o inverno.

No entanto, a Alpine é a primeira equipe a afirmar em público que está abaixo do limite de 798kg com seu carro de 2023 e, portanto, está em posição de usar o lastro para obter uma vantagem competitiva.

“Tivemos um programa de redução de peso muito agressivo”, disse o diretor técnico Matt Harman. “E é realmente gratificante poder dizer que o carro estará abaixo do peso este ano.

“Teremos lastro no carro e o moveremos para otimizar a distribuição de peso, que é uma ferramenta de desempenho fantástica para nós e nossas equipes de engenharia na pista”.

Harman disse que o foco na redução de peso com o A523 começou no início da fase de desenvolvimento.

“Foi uma estratégia e tanto”, disse ele quando questionado pelo Motorsport.com sobre o quão desafiador foi.

“Na verdade, paramos de tentar tirar peso do carro do ano passado para focar no carro deste ano, porque chega um ponto na temporada em que não é econômico fazer isso. Então, colocamos muito esforço de engenharia nisso.

“E sim, tiramos um grande número de quilos do carro, o que agora nos dá um bom número de lastro que podemos usar para distribuição de peso. Então isso é muito bom.”

Alpine A523

Alpine A523

Photo by: Alpine

As regras originalmente pediam uma redução no limite para 796kgs para 2023, antes de ser acordado voltar para 798kg.

No entanto, um erro da FIA no processamento dessa alteração fez com que ela não acontecesse automaticamente e, posteriormente, várias equipes tentaram bloqueá-la, porque decidiram que preferiam o limite inferior.

No final, a FIA usou uma regra que leva em conta as mudanças na construção dos pneus para voltar a 798kgs, mas Harman admitiu que a Alpine foi uma das equipes que se opôs à mudança: “Sim, teríamos ficado felizes com 796.”

Harman revelou que a suspensão traseira revisada foi uma das principais áreas em que o peso foi economizado, embora também tenha outros benefícios.

“A suspensão traseira é uma grande mudança para nós”, observou ele. “Mudamos de conceito, passamos de uma suspensão traseira pullrod para uma pushrod por vários motivos diferentes.

"Em primeiro lugar, precisamos tirar um pouco de peso do nosso carro. E tivemos um conceito muito interessante no ano passado. Mas este é mais interessante, é um pouco mais simples com um pushrod e nos permitiu fazer muito peso na traseira do carro.

“Além disso, colocamos um pouco mais de complexidade no sistema interno para que pudéssemos ter mais modularidade para nossa equipe de engenharia na pista. Então, precisamos dar ferramentas para eles poderem ajustar o equilíbrio mecânico do carro, e é isso que eles têm.

“Mas o mais importante, controlamos o fluxo de ar por lá. É muito mais limpo, há menos bloqueio para que possamos tirar mais ar da parte traseira do carro.

“Isso é muito, muito importante e será um bom desenvolvimento para nós à medida que avançamos.”

Alpine AZUL, Alfa Romeo, McLaren e cia: MELHORES e PIORES pinturas da F1 2023; assista ao DEBATE

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #217 – Como serão as batalhas internas das equipes na F1 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Piastri nega pressão extra após controvérsia em saída da Alpine
Próximo artigo FIA arrecada R$ 138 milhões com taxas de inscrição da F1 para 2023; Verstappen vê quantia como "absurda"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil