Fórmula 1 GP de Singapura

F1: CEO da McLaren tem opinião diferente sobre entrada de 11ª equipe

Para Zak Brown, desde que novo time traga taxa e comprometimento certos, haverá aumento do valor das equipes atuais

Zak Brown, CEO, McLaren Racing, in the team principals Press Conference

O CEO da McLaren, Zak Brown, explicou por que a Fórmula 1 aceitar uma 11ª equipe de “qualidade” não diluirá, mas agregará valor para as equipes existentes nas condições certas.

A FIA recebeu vários pedidos de entrada para expandir o grid além das atuais 10 equipes.

Leia também:

Acredita-se que a candidatura de Michael Andretti esteja perto de ser aprovada pelo corpo diretivo. Mas Andretti ainda enfrenta forte resistência da F1, que também terá que aprovar qualquer inscrição, e da maioria das equipes devido a preocupações com a diluição de seu fundo de prêmios.

Falando ao Motorsport.com e ao site irmão da Autosport, Motorsport-Total, Brown acredita que, desde que a atual taxa anti-diluição de US$ 200 milhões seja pelo menos triplicada no próximo Pacto de Concórdia de 2026, uma equipe poderia ser financeiramente benéfica para as já existentes.

Quando questionado sobre porque apoiaria uma 11ª equipe diluindo o prêmio em dinheiro, Brown respondeu: “Porque acredito que não vou desistir desse dinheiro.

"Tem que ser a equipe certa com os recursos certos. Vamos supor por um momento que sim. Se eles pagarem a taxa de franquia certa - que não é 200 milhões, digamos que seja 700 milhões - então eu recebo 70 milhões.

“A diluição de uma 11ª equipe é de cerca de 10 milhões por ano. Então, se eu conseguir 70, isso vai me cobrir por sete anos.

“Então, se custar 700 só para entrar, serão criados 700 milhões a mais em valor de franquia. Então, seja lá o que eu valha hoje, escolha um número... dois bilhões, agora valho 2,7 bilhões.

The new Andretti Global logo

The new Andretti Global logo

Photo by: Andretti Autosport

Ele acrescentou: “Além disso, se você tem uma 11ª equipe, a escassez é ainda maior porque só há espaço para 12 equipes. Assim que são 12, você está esgotado, o que aumenta a demanda”.

A Andretti da IndyCar, que rebatizou sua organização mundial de corridas para Andretti Global, contratou a General Motors para seu programa de F1, embora ainda não esteja claro quão envolvida a GM estaria.

Mas Brown destacou que mesmo que a GM tratasse a F1 apenas como um exercício de branding, parte do dinheiro de marketing que gasta na categoria também iria para as equipes.

“As equipes recebem 70% do dinheiro que entra no esporte. Se a General Motors entrar e gastar publicidade, patrocinar uma corrida, digamos que gastem algum Paddock Club, gastam 100 milhões por ano, recebemos 70 disso," ele explicou.

“Então, de repente, os 100 que eles estão retirando do sistema, eles estão colocando 70 ou 50 de volta. E então, com o número de franquia certo, não estou me diluindo.

“Não sei o suficiente sobre a oferta da Andretti para ter uma opinião sobre se eles deveriam ou não ser aceitos. Ninguém viu a oferta.

“Mas se alguém está preparado para pagar a taxa de franquia certa, é uma equipe de corrida de qualidade, sabemos quem eles são e de onde vem seu dinheiro, estão trazendo um fabricante e estão pagando a taxa certa, então eu não vejo isso como uma diluição. Eu vejo isso como um aditivo."

 

TELEMETRIA: RICO PENTEADO aponta chances de RED BULL no Japão e quem pode ser ZEBRA em Suzuka

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #248 – Ferrari ‘passa pano’ para Leclerc e subestima Sainz?

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Quem pode se dar bem no GP do Japão, em Suzuka?
Próximo artigo F1 - Verstappen: Se você não gosta da dominância da Red Bull você não é um fã de verdade

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil