F1 considera reduzir jogos de pneus disponíveis por equipe para 2022

Proposta está sendo feita pela FIA e pode ser feita como avaliação em 2022 antes de uma implementação permanente

F1 considera reduzir jogos de pneus disponíveis por equipe para 2022

Ross Brawn, diretor esportivo da Fórmula 1, revelou nesta semana que a categoria trabalha para reduzir o número de jogos disponíveis disponíveis para cada piloto e equipe durante um final de semana. A proposta é de fazer alguns testes ao longo de 2022 e a FIA já estuda o projeto que será discutido com o paddock.

No momento, a Pirelli disponibiliza 13 jogos de pneus por piloto por fim de semana e, por conta da pandemia, desde o ano passado essa distribuição é uniforme pelo paddock, com as equipes não tendo mais a opção de escolher quantos compostos quiser dentro do limite permitido.

Leia também:

Naturalmente existe a preocupação de que essa redução possa ter um impacto negativo no espetáculo, algo que a Liberty Media visa evitar a qualquer custo.

"Todos estamos buscando melhorar nosso compromisso com a sustentabilidade de formas diferentes e a intervenção na logística dos GPs e o uso de pneus pode ser um problema", disse Brawn em coletiva com veículos de mídia selecionados.

"Em 2022 espero que possamos experimentar finais de semana com o uso de um número reduzido de pneus".

"Acredito que seja possível fazer isso sem afetar o espetáculo. Mas, como sabemos na F1, sempre existe a possibilidade de que consequências não desejadas surjam a partir de uma proposta positiva. Por isso, Tim Goss, da FIA, está trabalhando em uma proposta que será discutida com as equipes".

"Acredito que experimentaremos alguns finais de semana ao longo do ano para avaliar os efeitos. Se funcionar, podemos adotar a medida de forma permanente no futuro. Do contrário, falaremos disso mais adiante".

A Pirelli não parece ter objeções, enquanto equipes como a Mercedes já expressaram suas ressalvas com a ideia de introduzir ainda mais variáveis em uma temporada 2022 que promete ser cheia de novidades.

A redução nos jogos disponíveis, com conversas falando de 10, tenderia a eliminar os compostos mais macios e isso poderia repercutir no rendimento, especialmente porque não sabemos como que os pneus de 18 polegadas se comportarão com a volta do efeito solo.

Até agora, foram feitos apenas testes em pista com carros adaptados, que simulam as cargas reais de 2022, mas não existem dados definitivos sobre a duração dos pneus nos novos modelos.

A F1 deve tentar evitar a distorção de sua natureza, e as mudanças devem acontecer gradualmente, sem revoluções. É preciso ter em conta que a Pirelli leva a cada prova cerca de 2.400 pneus, incluindo os de chuva, mas a casa fim de semana são usados cerca de 1.050. Portanto, uma redução nos jogos conservaria cerca de 240 pneus.

Quanto à sustentabilidade, estamos falando de um caminhão a menos por corrida, enquanto o benefício de enviar menos material de forma aérea também seria interessante.

Pneumatici Pirelli nel garage

Pneumatici Pirelli nel garage

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

RETA FINAL: Verstappen e Hamilton vão bater como Senna e Prost? Wolff projeta 'treta'

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #141 – É o fim da linha para Mercedes e Hamilton após GP dos EUA?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Entenda como Mercedes trouxe de volta um velho 'truque' de suspensão para aumentar sua velocidade
Artigo anterior

ANÁLISE: Entenda como Mercedes trouxe de volta um velho 'truque' de suspensão para aumentar sua velocidade

Próximo artigo

F1 inicia pesquisa em busca de solução para melhorar condições nas corridas com chuva

F1 inicia pesquisa em busca de solução para melhorar condições nas corridas com chuva
Carregar comentários