F1: Data do GP de Las Vegas é revelada em carta; evento deve anteceder Abu Dhabi

Em documento, etapa no oeste norte-americano deve ocorrer na mesma faixa de data por, no mínimo, cinco anos

Las Vegas track action

A corrida inaugural do GP de Las Vegas tem uma data preliminar, com o evento ocorrendo de 16 a 18 de novembro do próximo ano.

A Fórmula 1 obteve todos os acordos e permissões necessários para usar as ruas da cidade de Las Vegas e passar seus carros por alguns dos principais cassinos da cidade.

Leia também:

Uma carta de intenções da Liberty Dice, uma nova entidade criada pela Liberty Media, proprietária do esporte, estabelece os termos do contrato de cinco anos para a corrida de F1 em uma pista que inclui uma área na mundialmente famosa ‘Strip’ de Las Vegas.

A carta de 17 páginas foi postada nas mídias sociais e sua veracidade foi comprovada pelo jornalista Adam Stern, do Sports Business Journal com a Las Vegas Convention and Visitors Authority, a agência governamental que comercializa eventos na cidade.

A carta é datada de 28 de março, dois dias antes do evento ser formalmente anunciado – quando nenhuma data precisa da corrida foi dada além de “novembro de 2023” – e seu conteúdo está sujeito a alterações.

Ela revela a data planejada da corrida inaugural no próximo ano, 18 de novembro, uma semana antes do fim de semana de Ação de Graças nos EUA, e que o contrato vai até 2027.

Isso abre as portas para que seja a penúltima etapa da temporada, com a F1 desejando encerrar sua programação no último fim de semana de novembro em Abu Dhabi.

Las Vegas track map

Las Vegas track map

Photo by: Liberty Media

A carta se compromete a manter esse mesmo fim de semana durante os cinco anos, e que o cronograma da corrida noturna será planejado de modo que as atividades de pista terminem no mais tardar às 1h30 (horário local) todos os dias.

O documento também estabelece os termos comerciais do evento, bem como as bases para a construção e manutenção do circuito de rua temporário. Ela inclui diretrizes para uma exigência de 900 fiscais, 1.200 extintores de incêndio, 15 guindastes e 18 ambulâncias e caminhões de reboque.

Ela não cobre os planos para o pit permanente e instalação de controle de corrida, que o CEO da Liberty, Greg Maffei, revelou em maio que seria construído em um terreno próximo ao centro de Las Vegas, comprado por US$ 240 milhões.

Maffei disse: “Notavelmente e diferentemente da maioria dos lugares, a F1 e a Liberty Media estão promovendo a corrida em parceria com as partes interessadas locais e a Live Nation.

“A construção desta pista exigirá um aumento de CapEx e OpEx (investimento para o desenvolvimento da pista). Eu observaria que a Liberty Media entrou em um acordo para adquirir 39 acres a leste da pista para garantir o design do circuito e criar capacidade para o pit e paddock, entre outros locais de hospitalidade e apoio à corrida.”

Da conta de VETTEL no INSTA a ‘CHAPEÚ’ de Piastri: F1 vive realidade de ‘MUNDO INVERTIDO’; entenda

Podcast #189 - Quem tem mais a perder com confusão contratual? Alpine, Piastri, McLaren ou F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE F1: As razões das dificuldades de Ricciardo na McLaren
Próximo artigo F1: Chefe da Alpine ainda conta com Piastri, mas revela 14 pretendentes à vaga de Alonso

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil