Fórmula 1 GP dos Estados Unidos

F1: Depois de 'bater na trave' nos EUA, Hamilton 'promete' levar Mercedes ao topo na briga pelo título em 2023

Britânico enviou grito de guerra para equipe e disse que "quando eles construírem o carro, eu o levarei ao topo" após derrota para Max Verstappen em Austin

Lewis Hamilton, Mercedes AMG, 2nd position, with his trophy

Depois que Max Verstappen sofreu um pit stop lento no GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, Lewis Hamilton abriu caminho para a liderança da corrida em Austin, mas ele não conseguiu se defender do piloto da Red Bull, que conseguiu uma ultrapassagem certeira para chegar a vitória.

Leia também:

Hamilton, que creditou o pacote de atualizações da Mercedes entregue neste fim de semana como um ganho de desempenho importante, reconheceu sua decepção por perder a primeira vitória da temporada, mas sentiu que era um sinal claro de progresso para sua equipe ganhar motivação antes das preparações para 2023.

"O que vou levar a partir de hoje é que tivemos um bom ritmo, ainda estou aqui e sei que quando eles construírem o carro, vou levá-lo ao topo. Temos apenas que continuar trabalhando", disse Hamilton à Sky Sports F1.

"Gostaria de começar agradecendo muito à minha equipe, todos na fábrica estão trabalhando muito e tem sido um ano muito difícil para todos.

"Viemos aqui com atualizações, eles trabalharam muito para trazer essas atualizações e isso realmente teve um efeito, então estávamos mais perto hoje. Estou muito orgulhoso de todos. Desculpe, não consegui a vitória, dei absolutamente tudo ."

Hamilton sentiu que seria difícil se defender contra Verstappen devido à velocidade de reta superior da Red Bull, mas ainda vê seu segundo lugar e o quinto lugar do companheiro de equipe George Russell como bons pontos para perseguir a Ferrari pelo segundo lugar no campeonato mundial de construtores. 

Lewis Hamilton, Mercedes W13, Lance Stroll, Aston Martin AMR22

Lewis Hamilton, Mercedes W13, Lance Stroll, Aston Martin AMR22

Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images

A Red Bull conquistou o título mundial de construtores da F1 em Austin, enquanto a Mercedes fechou a 53 pontos atrás da Ferrari - segundo lugar - com três corridas restantes.

"Estávamos na liderança e eu podia ver que ele [Verstappen] estava fechando um segundo por volta e eu realmente não conseguia responder", acrescentou Hamilton.

"Ele veio de tão longe na reta, acho que eles são muito, tipo 10 km/h mais rápidos do que nós nesse aspecto, e no final da reta nossos espelhos estavam vibrando tanto que eu não conseguia ver onde ele estava, foi difícil defender.

“Não consigo colocar em palavras o quanto significaria para a equipe [ser o segundo no de construtores], especialmente com tudo o que está acontecendo e tudo o que aconteceu na última corrida do ano passado, o que aconteceu este ano em termos de nosso desempenho do carro e o que aconteceu com todas as notícias e tudo mais.

"Então, conseguir uma vitória teria sido um grande triunfo para todos nós e extremamente recompensador."

Veja DEBATE sobre o GP dos Estados Unidos, com Rico Penteado e Felipe Motta

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast Motorsport.com #200 - F1 virá 'vidraça': é preciso um 'choque de realidade'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Verstappen comemora vitória na "luta" em fim de semana marcante para Red Bull
Próximo artigo F1: Por incidente com Alonso, Stroll é punido com três posições no grid para GP do México

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil