F1 diz que GPs do México e dos Estados Unidos não estão sob risco, mas não comenta situação do Brasil

O GP de São Paulo, marcado para 07 de novembro, é o último de uma rodada tripla nas Américas junto com Estados Unidos e México

F1 diz que GPs do México e dos Estados Unidos não estão sob risco, mas não comenta situação do Brasil

O cancelamento do GP do Canadá pelo segundo ano seguido foi oficializado na última quarta (28) e logo criou preocupações sobre as demais etapas nas Américas, mas a Fórmula 1 informou que espera seguir adiante com as provas no México e nos Estados Unidos como previstas, mas não comentou a situação do GP de São Paulo.

A obrigatoriedade da quarentena e o embate sobre a realização da prova com portões fechados tornaram inviável a manutenção do GP do Canadá, principalmente pelo fato de que o circuito de Montreal precisa ser montado com antecedência.

Leia também:

Agora, o espaço de 11 a 13 de junho foi preenchido pelo retorno do GP da Turquia pelo segundo ano consecutivo, ajudando a F1 a manter sua previsão de realizar 23 GPs em 2021.

Em 2020, todos os GPs no continente americano foram cancelados: Canadá, México, Estados Unidos e Brasil. Mas a expectativa era de uma situação diferente neste ano e, até aqui, a F1 diz que mantém o planejamento de duas destas etapas.

"Após a notícia de hoje sobre o Canadá, a Fórmula 1 quer deixar bem claro que não há mudanças nas corridas do México e dos Estados Unidos, previstas para mais tarde neste ano, e esperamos que sigam adiante", informou a F1 através de um comunicado.

"Estamos trabalhando em proximidade com os organizadores, que estão prontos para montar um grande espetáculo, e estamos ansiosos para visitar esses locais na temporada".

Desde o início da pandemia, o Autódromo Hermanos Rodríguez segue como um hospital de campanha para atender casos de Covid-19, no momento em que o país sofre com uma terceira onda de casos.

Mas o México tem menos restrições de entrada que o Canadá, que cobrava uma quarentena obrigatória de 14 dias para visitantes do exterior. No momento, o GP do México está marcado para 31 de outubro, uma semana após os Estados Unidos, que se encontra em situação bastante diferente, já que a vacinação está avançando a passos largos.

Por outro lado, o GP de São Paulo, primeiro dentro do novo contrato da F1 com a prefeitura da capital paulista, está marcado para a semana após o México, em 07 de novembro, sendo a última parte de uma rodada tripla pelo continente americano.

No momento, o alto número de casos e mortes pela Covid-19, além da preocupação com a variante brasileira, forçaram a maior parte dos países a fecharem as fronteiras para o Brasil. Nesta semana, o piloto da McLaren, Daniel Ricciardo, comentou que, caso a etapa fosse realizada neste fim de semana, boa parte dos pilotos e equipes não viriam a São Paulo.

GP de Portugal, Canadá por Turquia e corridas aos sábados com Rico Penteado | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Oscar das pistas: histórias da F1 que rendem filme

 

compartilhar
comentários
F1: Honda está ajudando Red Bull com desenvolvimento do motor de 2022

Artigo anterior

F1: Honda está ajudando Red Bull com desenvolvimento do motor de 2022

Próximo artigo

Marca centenária de Hamilton, liderança e mais: o que está em jogo no GP de Portugal de F1?

Marca centenária de Hamilton, liderança e mais: o que está em jogo no GP de Portugal de F1?
Carregar comentários