Fórmula 1
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
76 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
83 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
111 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
139 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
146 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
160 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
167 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
181 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
195 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
202 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
216 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
230 dias

F1 e MotoGP enfrentam problemas com quarentena do governo italiano por coronavírus

compartilhar
comentários
F1 e MotoGP enfrentam problemas com quarentena do governo italiano por coronavírus
Por:
Co-autor: Adam Cooper
8 de mar de 2020 16:58

As duas principais categorias do esporte a motor enfrentam dúvidas sobre suas etapas após o governo italiano anunciar planos no sábado de fazer quarentena em diversas regiões do país, onde as equipes ficam

Em meio às preocupações sobre a crescente situação do coronavírus na Itália, o país mais afetado na Europa com 233 mortes e 5883 pessoas infectadas até o momento, o governo havia afirmado que tomaria medidas drásticas para tentar conter a epidemia.

Na noite de sábado, o governo anunciou um novo decreto que inclui pesadas medidas de quarentena e multas para qualquer um entrando ou saindo de diversas regiões do norte da Itália, incluindo Modena, onde fica a sede da Ferrari, que deveria ser aprovado imediatamente.

Leia também:

As áreas afetadas também incluem Milão, onde fica a sede da Pirelli e a Lombardia, onde está localizada a sede da equipe da Yamaha da MotoGP, além das províncias de Pesaro e Urbino, onde mora o multicampeão Valentino Rossi.

Por outro lado, a região de Bolonha não foi incluída na área de quarentena, o que significa que a Ducati não foi afetada. Seus pilotos, Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci, que moram em Forli, também estão livres. No momento, a equipe AlphaTauri da F1, que tem como base a cidade de Faenza, na região de Ravenna, também não foi afetada.

O governo sugeriu que seria possível obter permissões para pessoas com motivos reais para sair relacionados ao trabalho, mas até o momento não houve indicações se isso inclui as equipes ou até mesmo os pilotos da F1 e da MotoGP.

A MotoGP já cancelou sua etapa inaugural no Catar após o governo impor uma quarentena de 14 dias para todos vindos da Itália ou que estiveram no país nos 15 dias anteriores - algo que afetava uma grande parte do paddock.

O GP da Tailândia, que deveria ser a segunda etapa, também foi adiado para 04 de outubro, após o país proibir eventos de grande público. Na semana passada, a MotoGP divulgou um novo calendário que colocava o GP das Américas como a abertura, mas a prova também virou dúvida quando no sábado a cidade de Austin declarou estado de emergência por causa do vírus.

No início das atividades do sábado no Catar, o chefe da equipe Tech3 da MotoGP e o presidente da Associação Internacional de Equipes de Corrida (IRTA), Herve Poncharal, falaram para a Eurosport que uma decisão sobre o destino da prova de Austin seria tomada na próxima semana.

A temporada da F1 está marcada para começar na Austrália na próxima semana, e o país já anunciou que pessoas vindas pela Itália passariam por checagens mais rígidas no desembarque. Porém, até o momento, ainda não há proibições de viagem, mas ainda não é certo se a decisão do governo italiano levará a uma mudança de atitude.

Enquanto a situação só afeta equipes e negócios italianos, o diretor de esporte a motor da F1, Ross Brawn, deixou claro na semana passada que se uma equipe tiver problemas para chegar a uma corrida, a categoria não seria capaz de realizar uma prova que valesse para o mundial.

"Se uma equipe for barrada de entrar em um país, não podemos ter uma prova", disse ele à Reuters. "Pelo menos não uma prova que possa valer para o mundial de Fórmula 1, porque não seria justo. Mas se uma equipe optar por não ir a uma corrida, aí a decisão é deles".

A MotoGP já tomou uma decisão similar em relação a algum piloto ou equipe não conseguir entrar em um país devido às restrições.

Antes do último movimento do governo italiano, a Pirelli disse que estava preparada para restrições mais pesadas para sua equipe italiana. Um porta-voz da empresa disse: "Estaremos levando o mesmo número de pessoas de sempre. Para a Austrália e o Bahrein, sabemos que irão umas 20 pessoas da Itália, que vão enfrentar as checagens na chegada. Temos que ser pacientes. Sobre o Vietnã, nada está decidido ainda. Vamos esperar mais indicações".

Mesmo com restrição, Ferrari mantém planos de viagem para a Austrália

A equipe de Maranello afirmou que os preparativos para o GP da Austrália continuam como o planejado, apesar da quarentena imposta pelo governo italiano.

As restrições de viagem confirmadas na noite passada levantaram preocupações sobre funcionários da Ferrari e da AlphaTauri que ainda não haviam saído do país em direção à Melbourne, potencialmente comprometendo a habilidade das equipes de participar da primeira prova do ano.

A Ferrari reforçou que respeita a decisão do governo, mas afirmou que isso não mexeu com os planos da equipe de ir para a Austrália.

Em um comunicado entregue ao Motorsport.com, a equipe diz: "Após medidas anunciadas pelo governo italiano na noite passada, estamos monitorando e avaliando a situação e estamos em contato com as autoridades e organizações envolvidas. Para a Ferrari, acatar a decisão do governo representa uma garantia de dar segurança aos nossos funcionários e suas famílias, que é a nossa prioridade. Cada decisão será feita respeitando esse princípio".

"Parte da equipe e do equipamento já chegou em Melbourne e as viagens dos membros restantes da equipe serão feitos como o planejamento, a menos que recebamos comunicações que digam o contrário".

GALERIA: Os impactos do coronavírus no esporte a motor

Galeria
Lista

Os preparativos antes da largada

Os preparativos antes da largada
1/15

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

O primeiro evento oficial a cair foi o ePrix de Sanya da Fórmula E. Originalmente marcado para 21 de março, ele foi adiado pela categoria, mas até o momento não foi anunciado uma nova data.

O primeiro evento oficial a cair foi o ePrix de Sanya da Fórmula E. Originalmente marcado para 21 de março, ele foi adiado pela categoria, mas até o momento não foi anunciado uma nova data.
2/15

Foto de: FIA Formula E

A F1 adiou o GP da China. No momento, então buscando uma data alternativa mais próximo do fim da temporada, mas o calendário já apertado torna essa uma busca difícil

A F1 adiou o GP da China. No momento, então buscando uma data alternativa mais próximo do fim da temporada, mas o calendário já apertado torna essa uma busca difícil
3/15

Foto de: Sutton Motorsport Images

A Ferrari precisou fechar seus museus em Modena e Maranello após pedido do governo da região

A Ferrari precisou fechar seus museus em Modena e Maranello após pedido do governo da região
4/15

Foto de: Jose Carlos de Celis

A DTM mudou a sede de sua pré-temporada. Ao invés de Monza, na Itália, as sessões serão realizadas em Hockenheim

A DTM mudou a sede de sua pré-temporada. Ao invés de Monza, na Itália, as sessões serão realizadas em Hockenheim
5/15

Foto de: Mario Bartkowiak

O piloto da equipe ART na Fórmula 2, Christian Lundgaard, perderá a pré-temporada da categoria no Bahrein porque está em quarentena em um hotel na ilha espanhola de Tenerife após surgirem casos do coronavírus no local

O piloto da equipe ART na Fórmula 2, Christian Lundgaard, perderá a pré-temporada da categoria no Bahrein porque está em quarentena em um hotel na ilha espanhola de Tenerife após surgirem casos do coronavírus no local
6/15

Foto de: Carl Bingham / Motorsport Images

Lundgaard não é o único piloto preso no hotel. O brasileiro Caio Collet e outros pilotos da Academia da Renault também estavam no local e se encontram retidos no hotel em Tenerife

Lundgaard não é o único piloto preso no hotel. O brasileiro Caio Collet e outros pilotos da Academia da Renault também estavam no local e se encontram retidos no hotel em Tenerife
7/15

Foto de: DPPI

O Salão do Automóvel de Genebra também foi cancelado devido ao coronavírus. Foi colocado a possibilidade de realizá-lo em setembro, mas nada foi confirmado até o momento

O Salão do Automóvel de Genebra também foi cancelado devido ao coronavírus. Foi colocado a possibilidade de realizá-lo em setembro, mas nada foi confirmado até o momento
8/15

Foto de: Motor1

A maior parte dos envolvidos com o mundial de MotoGP que são de nacionalidade japonesa tiveram que ficar no Catar desde o fim do teste, para poderem estar presentes no primeiro GP do ano, que seria realizado em 08 de março

A maior parte dos envolvidos com o mundial de MotoGP que são de nacionalidade japonesa tiveram que ficar no Catar desde o fim do teste, para poderem estar presentes no primeiro GP do ano, que seria realizado em 08 de março
9/15

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Mas a MotoGP acabou cancelando essa data, que seria a primeira do Mundial de 2020. O Catar adotou regras mais rígidas quanto a entrada e saída de cidadãos de países afetados e as equipes não tinham garantias de que poderiam disputar a prova

Mas a MotoGP acabou cancelando essa data, que seria a primeira do Mundial de 2020. O Catar adotou regras mais rígidas quanto a entrada e saída de cidadãos de países afetados e as equipes não tinham garantias de que poderiam disputar a prova
10/15

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

E, pela mesma razão, o GP da Tailândia foi oficialmente adiado. A pergunta que fica por enquanto é: qual seria a próxima vítima?

E, pela mesma razão, o GP da Tailândia foi oficialmente adiado. A pergunta que fica por enquanto é: qual seria a próxima vítima?
11/15

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

E a resposta não tardou a chegar: a Super Fórmula cancelou a rodada de abertura da temporada de 2020, que seria realizada em 05 de abril devido ao COVID-19

E a resposta não tardou a chegar: a Super Fórmula cancelou a rodada de abertura da temporada de 2020, que seria realizada em 05 de abril devido ao COVID-19
12/15

Foto de: Jun Goto

E a Fórmula E teve mais um impacto em seu calendário, com o adiamento do eP de Roma. A Itália é um dos países mais afetados pelo coronavírus e outras provas já foram canceladas no país como as 12 Horas de Monza, da 24h Series

E a Fórmula E teve mais um impacto em seu calendário, com o adiamento do eP de Roma. A Itália é um dos países mais afetados pelo coronavírus e outras provas já foram canceladas no país como as 12 Horas de Monza, da 24h Series
13/15

Foto de: Andrew Ferraro / Motorsport Images

Agora, a MotoGP também enfrenta dúvidas sobre o GP das Américas, que deveria ser a etapa inaugural da temporada. A cidade de Austin declarou estado de emergência pelo coronavírus, o que pode levar a uma proibição de eventos de grande porte, como a MotoGP

Agora, a MotoGP também enfrenta dúvidas sobre o GP das Américas, que deveria ser a etapa inaugural da temporada. A cidade de Austin declarou estado de emergência pelo coronavírus, o que pode levar a uma proibição de eventos de grande porte, como a MotoGP
14/15

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

A notícia mais recente vem do GP do Bahrein, que anunciou que vai realizar a etapa com portões fechados, para evitar a disseminação do COVID-19 pelo país. A decisão foi tomada para inibir a vinda de estrangeiros ao Bahrein

A notícia mais recente vem do GP do Bahrein, que anunciou que vai realizar a etapa com portões fechados, para evitar a disseminação do COVID-19 pelo país. A decisão foi tomada para inibir a vinda de estrangeiros ao Bahrein
15/15

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Próximo artigo
F1: Por coronavírus, GP do Bahrein será realizado com portões fechados

Artigo anterior

F1: Por coronavírus, GP do Bahrein será realizado com portões fechados

Próximo artigo

F1: Sette Câmara anuncia que não é mais piloto de testes da McLaren

F1: Sette Câmara anuncia que não é mais piloto de testes da McLaren
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1 , MotoGP
Autor Jonathan Noble