F1: Equipes defendem pré-temporada maior em 2022 com novos carros

Chefes querem mais dias de testes para que equipes possam compreender o funcionamento dos carros sob o novo regulamento técnico

F1: Equipes defendem pré-temporada maior em 2022 com novos carros

Após uma pré-temporada reduzida para apenas três dias em 2021, por conta da manutenção dos carros de 2020 e como forma de reduzir gastos em meio ao impacto da pandemia, os chefes de equipes da Fórmula 1 pedem que a categoria aumente a duração dos testes para 2022, visando o desafio da introdução dos novos carros.

No próximo ano, a F1 deve passar por uma de suas maiores revoluções técnicas dos últimos anos, com a introdução de um novo regulamento técnico que visa trazer profundas modificações aos carros.

Leia também:

Enquanto o chefe da AlphaTauri, Franz Tost, declarou como positiva a decisão da F1 fazer a pré-temporada no Bahrein, citando o clima como mais próximo do ideal, ele acrescentou que, para o próximo ano, serão necessários mais dias de testes.

"Sempre fui a favor de testar no Bahrein ou em Abu Dhabi, e acho que [na sexta e no sábado] de manhã, tivemos boas condições, mas [sexta] a tarde, foi bem ruim".

"Mas Barcelona é difícil nessa época do ano. Pode ser molhado, pode ser frio. Quando normalmente temos o teste, um dia foi com chuva, e uma temperatura de 14 graus, condições que não são ideais para a F1".

"Durante a temporada, vamos sentar e decidir. No próximo ano teremos um novo carro e, por isso, não acredito que três dias seja suficiente. Mas precisamos encontrar um bom balanço entre duração e gastos, porque 2022 terá uma nova redução do teto. Precisamos considerar isso".

Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, concordou com Tost, sugerindo que a escolha do local ideal além da duração correta será crucial para realizar testes adequados para os carros de 2022.

Ele acrescentou que os três dias de 2021 foram "apropriados" devido à continuidade dos carros do ano passado junto ao desenvolvimento limitado à áreas específicas.

"Como disse Franz, teremos um carro totalmente novo no próximo ano e isso precisa ser considerado na duração da pré-temporada. Acho que três dias foi apropriado neste ano com o que tivemos em 2020, a pandemia e a limitação de desenvolvimento do carro".

"O clima é difícil de prever. Na sexta, tivemos a tempestade de areia na tarde, que não foi ideal, mas como Franz disse, em Barcelona poderia estar frio e chovendo. Então encerramos aqui e decidiremos mais tarde o que é mais apropriado para o próximo ano".

McLaren 2021 F1 car

McLaren 2021 F1 car

Photo by: McLaren

Alguns dos pilotos também concordaram que mais dias de teste seria ideal para 2022, devido ao fato dos carros serem bem diferentes após a redução esperada de todos os níveis de downforce.

Para George Russell, seriam necessários seis dias de pré-temporada em 2022, mas acrescentou que esse total pode ser reduzido ao longo dos próximos anos, caso as regras sigam similares.

"Acho que mais testes beneficiam a todos e é uma desvantagem para todos também terem menos testes. Acho que no caso do próximo ano, com uma mudança extrema no regulamento, é importante termos pelo menos seis dias".

"Mas, no futuro, se o regulamento se manter estável como ficaram nos últimos três ou quatro anos, acho que três ou quatro dias é suficiente".

George Russell, Williams FW43B

George Russell, Williams FW43B

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

Drugovich vê pressão por título como algo positivo; tudo sobre os brasileiros da F2 e F3

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Mercedes pode ter reinado derrubado após dificuldades na pré-temporada?

 

compartilhar
comentários
Verstappen: Red Bull seria "tonta" de achar que está à frente da Mercedes

Artigo anterior

Verstappen: Red Bull seria "tonta" de achar que está à frente da Mercedes

Próximo artigo

F1: Marido de Claire detona Drive to Survive por 'ignorar' venda da Williams

F1: Marido de Claire detona Drive to Survive por 'ignorar' venda da Williams
Carregar comentários