F1: Ferrari espera imparcialidade da FIA após contratação de ex-Mercedes

Mattia Binotto já havia expressado preocupação anteriormente, e voltou a falar sobre o caso após a polêmica da diretiva técnica

F1: Ferrari espera imparcialidade da FIA após contratação de ex-Mercedes
Carregar reprodutor de áudio

O anúncio recente da contratação de Shaila-Ann Rao, ex-conselheira particular de Toto Wolff na Mercedes, como Secretária-Geral do Esporte na FIA criou incômodo entre algumas equipes da Fórmula 1. E o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, espera que a Federação possa provar sua imparcialidade neste momento.

O temor das equipes é de que seu trabalho anterior pela Mercedes pode levar a uma influência maior da montadora alemã. Binotto foi um dos primeiros céticos sobre a situação, dizendo no GP do Azerbaijão que tinha 'preocupações' sobre a contratação de Rao.

Leia também:

Mas as preocupações ganharam outro patamar no GP do Canadá em meio à polêmica da diretiva técnica divulgada pela FIA com o objetivo de erradicar o porpoising, o que poderia ajudar a Mercedes.

Haviam preocupações de que Rao teria um papel importante em acelerar esse processo, e surgiram questões sobre como que a Mercedes havia conseguido responder tão rapidamente à novidade, adicionando uma segunda haste metálica de fixação assim que a diretiva foi divulgada.

Falando em um final de semana no qual a diretiva foi legalmente questionada, pelo fato da FIA não ter seguido o procedimento correto, Binotto disse esperar que o órgão possa lidar com suas preocupações sobre a influência de Rao.

"É uma pergunta que me fizeram em Baku e posso apenas repetir o que disse à época: é uma preocupação, sem dúvidas. Mas também tenho confiança de que a FIA provará que ela é profissional, uma advogada com integridade".

Binotto não quis alimentar teorias conspiratórias de que Rao havia alertado a Mercedes sobre a diretiva técnica, mas apontou que a Ferrari não teria como reagir tão rápido quanto a rival.

"Toto disse que eles fizeram isso em uma noite. O que posso dizer é que a Ferrari não teria como fazer isso. E sem dúvidas fico surpreso ao ver que a equipe tenha sido tão forte a ponto de fazer isso em uma noite. Talvez apenas temos que acreditar no que ele diz...".

Helmut Marko: “Ficamos surpresos ao ver a segunda haste. Ficou claro após a divulgação da diretiva que não havia tempo suficiente para fazer tal peça

Helmut Marko: “Ficamos surpresos ao ver a segunda haste. Ficou claro após a divulgação da diretiva que não havia tempo suficiente para fazer tal peça"

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

A Ferrari não é a única equipe a questionar a velocidade de produção da Mercedes desta segunda haste. Consultor da Red Bull, Helmut Marko disse que sua equipe ficou surpresa ao ver a novidade no carro da equipe alemã apenas um dia após a divulgação do documento.

"Ficamos surpresos ao ver a segunda haste no assoalho", disse Marko ao Motorsport.com. "Ficou claro após o lançamento da diretiva técnica que não havia tempo suficiente para fazer tal peça".

Questionado se ele acreditava que a Mercedes poderia ter recebido de antemão informações da FIA, Marko disse: "Não tem outro modo de explicar o que aconteceu".

Já a Red Bull não quis entrar na controvérsia, com Christian Horner se recusando a comentar sobre o assunto. Mas nem todas as equipes compartilham tais preocupações, com Otmar Szafnauer, da Alpine, acreditando que sua experiência na Mercedes não seja necessariamente algo ruim.

"Ela foi da FIA originalmente, então é legal ela ter experiência de equipe agora. Isso é bom, ter a experiência de ambos os lados. Não me preocupo. Ela é uma advogada. Ela precisa cumprir um juramento de confiança e honestidade".

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #183 - O que Alonso poderia fazer hoje em carro de ponta da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Aston Martin promete pacote de atualizações em Silverstone "para seguir competitiva"
Artigo anterior

F1: Aston Martin promete pacote de atualizações em Silverstone "para seguir competitiva"

Próximo artigo

Há dez anos, Schumacher conquistava seu último pódio na F1 após corrida caótica em Valência; relembre

Há dez anos, Schumacher conquistava seu último pódio na F1 após corrida caótica em Valência; relembre