Fórmula 1 GP da Austrália

F1: FIA mantém resultado da Austrália após protesto da Haas e Hulkenberg é confirmado no sétimo lugar de Melbourne

Protesto da equipe norte-americana foi considerado improcedente; saiba mais

Nico Hulkenberg, Haas F1 Team, high fives some fans after stopping at the end of the race

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) manteve o resultado do GP da Austrália de Fórmula 1 após considerar improcedente o protesto feito pela equipe Haas depois da corrida deste domingo em Melbourne.

O editor recomenda:

O time dos Estados Unidos protestou 'contra' o resultado da prova por causa das decisões da direção de prova após a segunda relargada do GP da Austrália, que foi imediatamente seguida por uma nova bandeira vermelha após vários incidentes, incluindo Fernando Alonso, da Aston Martin.

O espanhol foi tocado pelo compatriota Carlos Sainz, da Ferrari, e perdeu várias posições, mas a nova interrupção da prova, seguida pela decisão da FIA de promover outra relargada mas com os carros atrás do safety car rumo à bandeira quadriculada, acabou prejudicando Nico Hulkenberg.

'Hulk' foi o 'piloto do dia' em Melbourne? Veja debate a partir de 1h12min59s:

O piloto alemão da Haas havia subido para quarto após os acidentes de Alonso e dos franceses Pierre Gasly e Esteban Ocon, da Alpine, mas a direção de prova decidiu reestabelecer a ordem anterior para a última relargada, com Alonso, por exemplo, voltando ao terceiro lugar da prova.

Hulkenberg, então, voltou para o sétimo posto, o que motivou o protesto da Haas contra o resultado do GP da Austrália. Após análise, porém, a FIA decidiu manter o resultado da etapa, a terceira de um total de 23 na F1 2023. 

Na justificativa, os comissários alegaram que "nas circunstâncias, com base no que ouvimos dos representantes da FIA e da Haas, consideramos que isso foi de fato feito adequadamente pelo Diretor de Prova neste caso e, portanto, rejeitamos o protesto".

GIAFFONE opina: Verstappen não quer ter amigos e lembra Alonso, RBR vai 'liberar' Pérez

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Treinos que valem pontos? F1 vai 'longe demais' com entretenimento?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Sainz detona punição sofrida na Austrália e Russell critica bandeira vermelha em Melbourne
Próximo artigo F1: Ocon critica comportamento "suicida" dos pilotos na relargada em Melbourne

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil