F1: "Fome de vitórias" de Hamilton segue intacta, diz Mercedes

Diretor técnico da equipe ainda comentou sobre qual é o papel dos pilotos durante esse período de desenvolvimento do carro, nas férias da categoria

Pole man Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, celebrates on aarival in Parc Ferme

Pole man Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, celebrates on aarival in Parc Ferme

Zak Mauger / Motorsport Images

O heptacampeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton, vive a maior seca de vitórias da sua carreira, sem um triunfo desde o GP da Arábia Saudita de 2021, muito por causa da queda da Mercedes em meio aos novos carros de efeito solo. Mas a equipe alemã não tem dúvidas de que sua "compulsão por vitórias" segue intacta mesmo após mais de dois anos longe do lugar mais alto do pódio.

A Mercedes vive uma sensação confiante de que o trabalho feito no carro de 2024 pode ajudar a erradicar os problemas que vinham limitando sua performance. E enquanto muitos questionam se Hamilton ainda tem fome de vitórias após essa má fase, o diretor técnico James Allison não tem dúvidas de que ele está pronto para o que vem adiante.

Leia também:

'Acho que vocês teriam dificuldade em encontrar um piloto desmotivado no grid", disse. "Acho que isso é territorial deles. E, falando no geral, quanto mais bem-sucedido o piloto é, mais ele tem essa compulsão por vitórias".

"No caso de Lewis, isso faz parte dele, não há dúvidas que ele ainda está motivado para voltar a vencer. Mas se ele conseguirá fazer isso ou não, aí depende mais das nossas mãos, do equipamento que conseguiremos dar a ele. A habilidade sempre esteve ali".

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, is interviewed after the race

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, is interviewed after the race

Allison disse que há pouco que Hamilton e George Russell podem fazer durante as férias para ajudar no desenvolvimento do W15. Porém, ele afirma que, assim que os testes de pista começarem, a responsabilidade cai sobre os pilotos.

"Ambos os pilotos, seu trabalho nas férias é cuidar da condição física, garantir que estarão mentalmente preparados e ficando em contato conosco sobre os sucessos e falhas enquanto construímos e testamos o carro".

"Não é uma parte do ano onde eles têm algo além de um papel de observador. Assim que o carro estiver andando, os pilotos passam a ser os intérpretes, e suas vozes ganham mais peso. Então, nas férias, eles precisam ficar prontos para o novo desafio".

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Norris na RBR? Sainz? Albon e franceses no centro dos rumores da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Mudança de fábrica no meio da temporada não justifica queda de rendimento, diz Aston Martin
Próximo artigo F1 - Kubica acredita que teria feito "grandes coisas" na Ferrari com Alonso em 2012: "Não seria difícil superá-lo"

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil