F1: Haas aceita "riscos" de abandonar desenvolvimento do carro de 2021

Gunther Steiner disse que o objetivo da equipe é pensar a médio e longo prazo; para 2021, o foco é ensinar Schumacher e Mazepin

F1: Haas aceita "riscos" de abandonar desenvolvimento do carro de 2021

A Haas tomou uma decisão ousada em comparação à suas rivais na Fórmula 1: restringir o desenvolvimento do carro de 2021 o mais cedo possível para focar no modelo de 2022. Segundo a equipe, o movimento traz alguns "riscos", como a possibilidade de ficar para trás, mas que são aceitos por conta da oportunidade que o próximo ano cria.

Com isso, a Haas não planeja entregar qualquer tipo de atualização ao VF-21, carro de 2021, após a pré-temporada no Bahrein.

Leia também:

O chefe da Haas, Gunther Steiner, admitiu que há um risco inerente ao desligar o desenvolvimento do carro, como terminar em último em 2021, mas que é algo que a equipe precisa aceitar.

"Sim, há esse risco, mas precisamos viver com ele", disse ao Motorsport.com. "Precisamos olhar para o todo, a médio e longo prazo, não curto prazo. Se olharmos apenas a curto prazo, aí em 2022 vamos ouvir 'por que vocês não desenvolveram o carro de 2022?', porque não teremos como recuperar terreno".

"É muito difícil alcançar os demais com as restrições de desenvolvimento e o teto orçamentário. Então você coloca tudo que pode já no futuro".

Steiner disse que sua equipe está preparada para um ano difícil: "Será uma temporada muito desafiadora, sabemos disso e já nos preparamos. Vamos fazer o máximo possível neste ano para o médio prazo, comprometendo o curto prazo para ganhos futuros. Esse é o nosso plano".

Perguntado sobre os objetivos para este ano, Steiner destacou que o principal é ajudar no desenvolvimento dos novatos Mick Schumacher e Nikita Mazepin.

"Controle de danos, tentando fazer o nosso melhor. Para mim, o sucesso seria termos nossos dois pilotos preparados para o futuro. Isso seria um sucesso, aprendermos para não termos mais problemas em 2022".

"Eles aprendem por um ano, e vejo como uma boa oportunidade, porque a pressão será menor do que se tivessem um bom carro. Então acredito que tenhamos ambições realistas. Precisamos dar o nosso melhor. Com sorte, podemos pontuar aqui e ali. Mas será difícil. E estamos preparados para isso".

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

CONHEÇA o homem INFLUENTE que esteve por trás da chegada da F1 na BAND

PODCAST: Corridas aos sábados e tetos: revolução imposta pela Liberty pode tirar DNA da F1?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Sainz acredita que "será complicado" bater Leclerc em seu primeiro ano na Ferrari

Artigo anterior

F1: Sainz acredita que "será complicado" bater Leclerc em seu primeiro ano na Ferrari

Próximo artigo

Análise técnica: veja ajustes do carro para 2021 que a AlphaTauri tentou esconder

Análise técnica: veja ajustes do carro para 2021 que a AlphaTauri tentou esconder
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Haas F1 Team
Autor Adam Cooper