F1: Hamilton bate Verstappen após batalha eletrizante e vence o GP de São Paulo

Etapa é o primeiro grande evento no país desde o início da pandemia, com mais de 170 mil pessoas no Autódromo ao longo do fim de semana

F1: Hamilton bate Verstappen após batalha eletrizante e vence o GP de São Paulo
Carregar reprodutor de áudio

Como manda a tradição, Interlagos entregou mais uma prova eletrizante de Fórmula 1 neste domingo. E em um embate entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP de São Paulo que deixou todos os fãs presentes em pé a corrida toda, o heptacampeão levou a melhor, reduzindo a vantagem do rival no Mundial de Pilotos a três corridas do fim para 14 pontos, com 78 em jogo.

Valtteri Bottas completou o pódio. Fecharam os dez primeiros colocados: Sergio Pérez, Charles Leclerc, Carlos Sainz, Pierre Gasly, Fernando Alonso, Esteban Ocon e Lando Norris.

Leia também:
 

A F1 volta ao Brasil após o cancelamento da etapa de 2020 por conta da pandemia. Agora com o nome de GP de São Paulo, a prova é o primeiro grande evento no país desde o início da crise sanitária, em março do ano passado. Segundo a organização, mais de 170 mil pessoas passaram por Interlagos desde sexta-feira.

E, como manda a tradição, Interlagos já trouxe grandes emoções para o campeonato, dentro de fora da pista. Hamilton foi excluído da classificação de sexta-feira por uma irregularidade no DRS e deu um show na Sprint, subindo de 20º para 5º em apenas 24 voltas, enquanto Bottas venceu a prova do sábado, com Verstappen em segundo.

Mas, por ter trocado o motor de combustão interna, Hamilton largou apenas da 10ª colocação no domingo, tendo que pagar uma punição de 5 posições no grid. Como era previsto, o calor que não esteve presente na sexta e no sábado veio com tudo para o GP, mudando as condições de pista.

Com o regulamento diferenciado por conta da Sprint, os pilotos tiveram liberdade de escolha do composto de pneus para a largada. E quase todo o grid seguiu o mesmo caminho com os médios, exceto Tsunoda, que apostou no macio.

 

Na largada, Verstappen largou melhor que Bottas e assumiu a ponta, com o finlandês passando a ser pressionado por Pérez. Bottas ainda espalhou na saída da reta oposta e caiu para terceiro.

No final da primeira volta, Verstappen liderava com Pérez em segundo a 1s2, Bottas em terceiro, Leclerc em quarto, Sainz em quinto e Hamilton em sexto, ganhando quatro posições após a largada. Já Norris caía para último após uma escapada e furo de pneu causado por um toque com Sainz ao tentar passá-lo por fora na largada.

 

Hamilton iniciou a caça às Ferraris e tomou a quinta posição de Sainz já no começo da terceira volta, passando por dentro na chegada ao S do Senna. Na quinta volta, ele já era o terceiro, passando Leclerc e Bottas, ficando 5s atrás de Verstappen, 3s5 de Pérez. Mais atrás, Tsunoda e Stroll se tocavam no S, com o piloto da AlphaTauri terminando sem a asa dianteira. O japonês foi penalizado com 10s.

Os detritos forçaram a entrada do safety car na pista no início da sexta volta, ajudando Hamilton, que colaria em Verstappen e Pérez sem gastar pneus. Com a limpeza sendo no S do Senna, os carros passavam pelo pit lane.

A bandeira verde foi acionada novamente no início da décima volta, com Hamilton colado atrás de Pérez, tendo ainda Bottas logo atrás. Mas com o mexicano segurando o ritmo, o heptacampeão precisou dar uma freada forte para se manter na pista, enquanto Leclerc passou a pressionar Bottas pela quarta posição.

Mais um incidente, desta vez com um toque de Schumacher e Raikkonen no S do Senna forçou o acionamento do safety car virtual, durando cerca de três voltas.

 

Com Hamilton em sua cola, Pérez pediu à Red Bull para que Verstappen tirasse o pé, permitindo que ele pudesse abrir o DRS e se defender. Os dois protagonizaram uma bela disputa na volta 18, com Hamilton passando por fora no S do Senna e Pérez dando o troco na reta oposta. O heptacampeão repetiu a manobra no giro seguinte, assumindo a segunda posição, deixando o mexicano para Bottas.

O heptacampeão foi o primeiro dos ponteiros a parar, na 27ª volta. A Red Bull respondeu, chamando Verstappan no giro seguinte. O holandês retornou na ponta, mas com o rival apenas 1s6 atrás, menos do que a diferença antes da parada, que era de 4s.

Na volta 31, o safety car virtual foi acionado novamente, devido a detritos do assoalho de Stroll que se soltaram na reta principal. Com isso, a Mercedes aproveitou para parar Bottas, que ganhou a posição de Pérez, assumindo o terceiro lugar.

Na metade da corrida, na volta 35 de 71, Verstappen liderava com 1s3 de vantagem para Hamilton, enquanto Bottas era terceiro, Pérez o quarto e Leclerc o quinto. Completavam os dez primeiros Sainz, Gasly, Ricciardo, Norris e Tsunoda.

 

Na volta 41, a Red Bull chamou Verstappen novamente para os boxes. E a Mercedes respondeu, mas trazendo Bottas para colocar um novo jogo de pneus duros, deixando Hamilton na pista, entrando no 43º giro. Com isso, o holandês reassumiu a ponta, 2s5 à frente do rival.

Hamilton e Bottas reclamaram com a Mercedes sobre a estratégia, com o britânico falando que queria os pneus médios e o finlandês acreditando que a equipe tenha jogado fora uma possível dobradinha.

O heptacampeão voltou voando, baixando rapidamente a diferença de Verstappen para menos de 1s, passando a abrir o DRS na volta 47. Os dois ficaram lado a lado e ambos saíram da pista na saída da reta oposta, com o holandês conseguindo manter a ponta. O caso foi repassado para os comissários, mas sem investigação necessária.

Hamilton passou Verstappen na reta oposta para assumir a ponta na volta 59 de 71. Rapidamente começou a abrir para o rival, impedindo que ele pudesse abrir a asa móvel na chegada à reta principal. O holandês ainda recebeu uma advertência por fazer zigue zague na reta principal.

No final, Lewis Hamilton cruzou a linha de chegada para vencer o GP de São Paulo e reduzir a vantagem de Max Verstappen no Mundial, com o holandês passando em segundo. Agora, 14 pontos separam os rivais com 78 ainda em jogo. Valtteri Bottas completou o pódio.

Fechando o top 10: Sergio Pérez, Charles Leclerc, Carlos Sainz, Pierre Gasly, Fernando Alonso, Esteban Ocon e Lando Norris.

A Fórmula 1 dá continuidade à temporada 2021 já na próxima semana com a estreia do GP do Catar, no circuito de Losail, sendo a antepenúltima etapa da temporada 2021. As atividades de pista começam na sexta-feira, com os dois primeiros treinos livres, e no Motorsport.com você acompanha a cobertura completa da principal categoria do automobilismo mundial.

Cla   # Piloto Chassi Motor Voltas Tempo Diferença Pontos
1   44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 71 1:32'22.851   25
2   33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 71 1:32'33.347 10.496 18
3   77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 71 1:32'36.427 13.576 15
4   11 Mexico Sergio Perez Red Bull Honda 71 1:33'02.791 39.940 13
5   16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 71 1:33'12.368 49.517 10
6   55 Spain Carlos Sainz Jr. Ferrari Ferrari 71 1:33'14.671 51.820 8
7   10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 70 1:32'27.043 1 Lap 6
8   31 France Esteban Ocon Alpine Renault 70 1:32'43.369 1 Lap 4
9   14 Spain Fernando Alonso Alpine Renault 70 1:32'43.860 1 Lap 2
10   4 United Kingdom Lando Norris McLaren Mercedes 70 1:32'46.857 1 Lap 1
11   5 Germany Sebastian Vettel Aston Martin Mercedes 70 1:32'48.145 1 Lap  
12   7 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo Ferrari 70 1:32'53.939 1 Lap  
13   63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 70 1:33'20.939 1 Lap  
14   99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 70 1:33'23.413 1 Lap  
15   22 Japan Yuki Tsunoda AlphaTauri Honda 70 1:33'27.652 1 Lap  
16   6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 70 1:33'31.663 1 Lap  
17   9 Russian Federation Nikita Mazepin Haas Ferrari 69 1:32'58.069 2 Laps  
18   47 Germany Mick Schumacher Haas Ferrari 69 1:33'35.425 2 Laps  
  dnf 3 Australia Daniel Ricciardo McLaren Mercedes 49 1:06'27.514 22 Laps  
  dnf 18 Canada Lance Stroll Aston Martin Mercedes 47 1:04'21.731 24 Laps  

F1 AO VIVO: A BATALHA de São Paulo; a volta da F1 ao Brasil, veja toda repercussão

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #145 - TELEMETRIA: Rico Penteado analisa fim de semana em Interlagos

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
PÓDIO: Hamilton bate Verstappen após largar em 10º e Mercedes exibe força contra Red Bull em SP; veja debate
Artigo anterior

PÓDIO: Hamilton bate Verstappen após largar em 10º e Mercedes exibe força contra Red Bull em SP; veja debate

Próximo artigo

TABELA F1: Hamilton reduz vantagem de Verstappen; veja classificação após o GP de São Paulo

TABELA F1: Hamilton reduz vantagem de Verstappen; veja classificação após o GP de São Paulo
Carregar comentários