F1: Hamilton completa 37 anos em meio a silêncio após final em Abu Dhabi

Desde o dia 12/12, Hamilton fez apenas duas aparições públicas: na cerimônia com o Príncipe Charles e na festa de celebração na Mercedes

F1: Hamilton completa 37 anos em meio a silêncio após final em Abu Dhabi
Carregar reprodutor de áudio

O dia 07 de janeiro é especial para Lewis Hamilton. O heptacampeão completa 37 anos nesta sexta-feira, mas desta vez assopra as velas de maneira diferente, em meio a um silêncio iniciado desde o GP de Abu Dhabi que segue deixando dúvidas sobre seu futuro na Fórmula 1.

No último GP de 2021, o britânico perdeu o título para Max Verstappen ao final de uma batalha intensa nas 21 corridas anteriores. Os rivais chegaram à Abu Dhabi empatados no Mundial, algo que não acontecia desde 1974, com Emerson Fittipaldi e Clay Regazzoni.

Leia também:

Desde a entrevista dada a Jenson Button após o fim polêmico do GP, quando poderia se tornar o maior campeão da história da F1, superando Michael Schumacher, o heptacampeão não deu nenhuma declaração pública ou em suas redes sociais, além de não estar presente na Cerimônia de Premiação da FIA em Paris.

O britânico é considerado por muitos como um dos melhores pilotos da história da categoria, fortalecido pelos números, como as 103 poles e vitórias e 182 pódios. Mesmo assim, as especulações sobre sua saída acabam ganhando ainda mais força devido ao apagão em suas redes sociais, local onde sempre foi muito ativo.

Hamilton tem mais de 26 milhões de seguidores em sua conta oficial no Instagram (o segundo nessa lista, Verstappen, está próximo de 8 milhões, enquanto a própria F1 tem 16,8 milhões), além de mais de 7 milhões no Twitter. Após a derrota em Yas Marina, decidiu deixar de seguir todas as pessoas e não publica mais nada desde 11 de dezembro, dia da classificação em Abu Dhabi.

"Segunda posição na primeira fila amanhã, nada mal porque prefiro a batalha. Somos fortes e estamos concentrados, vamos buscar isso mais do que nunca. Vamos!", escreveu o britânico nas suas contas acompanhado de uma imagem saudando o público.

 

Não é a primeira vez que o nome do heptacampeão esteve ligado a uma possível saída da Fórmula 1, e o próprio Hamilton já insinuou várias vezes que logo o veríamos fora do grid da principal categoria do automobilismo mundial.

No final de 2015, logo após a conquista do tricampeonato nos Estados Unidos, disse: "Quando penso no ano em que me aposentarei, possivelmente diria que o final seria quando completasse 37 anos, talvez".

Hoje é o dia em que Hamilton chega a esse número, mas seu contrato com a Mercedes tem duração de mais duas temporadas, até o final de 2023, quando estará próximo de completar 39.

Em 2022, caso confirme que seguirá, terá que seguir apresentando suas boas performances, porque agora terá ao seu lado na Mercedes o compatriota George Russell. O britânico se destacou com as atuações na Williams, conquistando um pódio no polêmico GP da Bélgica após uma impressionante classificação.

A equipe alemã sempre tratou Hamilton como seu maior trunfo, desde a chegada do britânico em 2013, e isso foi visto em movimentos como pintar o carro de preto, apoiando o heptacampeão na luta contra o racismo, ou mesmo nos protestos feitos após o GP de Abu Dhabi.

Nas redes sociais, a Mercedes chegou a manter um silêncio após Abu Dhabi, mesmo com a conquista do octacampeonato consecutivo de construtores. Mas tudo chegou ao fim após a publicação de um comunicado em que confirmavam a retirada do protesto.

A Mercedes ainda mostrou que Hamilton esteve presente na fábrica da equipe para a celebração do octa e a despedida de Valtteri Bottas mas, além das fotos, não publicou nenhuma palavra sequer do heptacampeão. Fora isso, apenas algumas imagens oficiais com palavras como: "As adversidades fazem com que alguns se quebrem, e que outros quebrem recordes".

 

Tudo parece indicar que o heptacampeão voltará com mais força do que nunca, em busca de conquistar mais um título, mas o tempo em silêncio faz com que seu aniversário seja celebrado com os olhos de todo o paddock voltados para ele, na expectativa de uma manifestação.

MARI BECKER fala de PRAZER, REALIZAÇÃO e SUCESSO com F1 NA BAND: "Apresentei o esporte DE VERDADE"

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #155 - Piores da F1 2021: Quais pilotos/equipes decepcionaram? Masi é consenso?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Marko vê novo duelo Verstappen x Hamilton em 2022 e diz que apenas um piloto pode enfrentá-los
Artigo anterior

F1: Marko vê novo duelo Verstappen x Hamilton em 2022 e diz que apenas um piloto pode enfrentá-los

Próximo artigo

F1 - Ocon: Vitória na Hungria reduziu pressão sob Alpine

F1 - Ocon: Vitória na Hungria reduziu pressão sob Alpine