Hamilton detona comissários por fechamento do pit lane: "Por que diabos?"

Piloto britânico e chefe da Mercedes questionaram decisões tomadas após o primeiro safety car no GP da Itália

Hamilton detona comissários por fechamento do pit lane: "Por que diabos?"
Carregar reprodutor de áudio

Hexacampeão mundial e primeiro colocado da temporada 2020 da Fórmula 1, Lewis Hamilton liderava o GP da Itália neste domingo, mas foi punido com um stop and go por ter feito uma parada para troca de pneus quando o pit lane estava fechado.

Com isso, o piloto da Mercedes acabou a corrida de Monza em sétimo. O que chamou a atenção, porém, foi uma ‘visita’ feita pelo britânico aos comissários desportivos quando a prova estava interrompida em função do acidente do monegasco Charles Leclerc, da Ferrari.

Leia também:

Hamilton foi questionado sobre o episódio após a etapa e deu sua versão: "Voltei [para o pit lane], falei com a equipe, eles não tinham nenhum vídeo e eu só queria ver o que estava errado”.

“Eu podia jurar que não havia sinal vermelho. Não era para ver Michael [Masi, diretor de prova], era para ver os outros comissários. Eles rapidamente me mostraram e havia dois sinais. Na verdade, eu não os vi porque estava procurando-os em outro lugar.

"Então não havia realmente muito mais para eu fazer, simplesmente saí [da sala dos comissários], me troquei e é por isso que cheguei um pouco atrasado no grid", seguiu o piloto da Mercedes.

Questionado pelo Motorsport.com sobre a dificuldade de ver as sinalizações, Hamilton disse que não sabia que as luzes que indicavam que o pit lane estava fechado seriam mostradas no lado esquerdo. Os boxes ficam do lado direito. "Nunca soube que seria à esquerda”, afirmou.

O hexacampeão também ecoou a crítica do chefe da Mercedes, Toto Wolff, em relação às decisões tomadas no período do primeiro safety car da prova. O carro de segurança foi acionado após abandono do dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas.

O piloto parou na curva Parabolica antes da entrada do pit lane. Os fiscais de pista empurraram o carro em direção aos boxes, ao invés de retirá-lo através de uma abertura no guard rail. Foi o que fez com que o pit lane fosse fechado.

"Não entendi por que eles empurraram o carro daquele ponto [para o pit lane] sendo que poderiam ter empurrado o carro de volta [para a abertura no guard rail]. Por que diabos? Não entendo por que tomaram essa decisão, porque isso não era necessário.”

Mais cedo, Wolff havia dito: "É só colocar uma p... de uma luz vermelha na entrada do box como foi feito por 50 anos, então o piloto vê que não é para entrar. Para que complicar coisas que poderiam ser fáceis?".

PÓDIO: GP da Itália maluco! Gasly vence, Hamilton punido e Ferrari na maior "draga" em 35 anos

PODCAST: O que será da F1 no Brasil em 2021, sem Globo, pilotos e corrida?

 

.

compartilhar
comentários
Hamilton critica Red Bull por tratamento dado a Gasly em 2019: "Não foi com justiça"
Artigo anterior

Hamilton critica Red Bull por tratamento dado a Gasly em 2019: "Não foi com justiça"

Próximo artigo

Racing Point e Ferrari retiram recursos contra decisão sobre 'Mercedes rosa'

Racing Point e Ferrari retiram recursos contra decisão sobre 'Mercedes rosa'
Carregar comentários