F1: Horner elogia pole de Verstappen, que rendeu vitória em Spa, e exalta mecânicos por consertarem carro de Pérez

Classificação do holandês definiu resultado de domingo, na corrida "que não aconteceu", e equipe de garagem da Red Bull conseguiu ajustar veículo do mexicano

F1: Horner elogia pole de Verstappen, que rendeu vitória em Spa, e exalta mecânicos por consertarem carro de Pérez
Carregar reprodutor de áudio

Após duas corridas desastrosas na Grã-Bretanha e Hungria, a Red Bull voltou ao lugar mais alto do pódio com a vitória de Max Verstappen no GP da Bélgica de Fórmula 1. No entanto, só levou 12.5 pontos para casa pelo desenrolar da etapa e a duração de quatro voltas. Apesar disso, o chefe da equipe Christian Horner elogiou o desempenho de seu piloto no treino classificatório, quando marcou a pole position e conseguiu o primeiro lugar crucial nos acontecimentos de domingo.

Devido à chuva forte e condições adversas de aderência e visibilidade na pista, o carro de segurança deu quatro voltas puxando o pelotão até a direção de prova acionar a bandeira vermelha, encerrar a prova e colocar a ordem do grid de largada como o resultado final. O holandês, dono da pole position, foi o vencedor, George Russell, que dividia a primeira fila com ele, ficou com o segundo lugar e Lewis Hamilton, seu rival no campeonato, fechou o top 3.

Leia também:

"Foi tudo sobre ontem", disse Horner. "No entanto, acima de tudo estão os fãs de hoje, que ficaram sete ou oito horas lá e deram o seu melhor para tentar ver a corrida e todo o crédito também à FIA e Liberty Media por tentarem fazê-la funcionar."

"Max sentiu que as condições de visibilidade eram boas, mas o problema era que os pilotos atrás dele simplesmente não conseguiam ver. Então foi muito difícil. Do ponto de vista do campeonato, é ótimo conseguir esses cinco pontos.

O resultado poderia ter sido ainda melhor, pois Sergio Pérez se classificou em sétimo lugar e teria terminado com a mesma posição, mas o mexicano bateu seu carro durante o aquecimento e, a princípio, não começaria a corrida.

Os mecânicos da Red Bull conseguiram consertar o veículo a tempo, em um trabalho que, normalmente, levaria horas, e o piloto conseguiria disputar a prova, caso não tivesse sido encerrada precocemente.

"Os meninos fizeram um trabalho incrível na garagem, de novo, consertando o carro de Checo", elogiou Horner. "Você podia ver os caras do carro de Max se juntando para ajudar, então foi um verdadeiro esforço de equipe. Embora a corrida nunca tenha começado, foi muito gratificante ver todo aquele trabalho árduo", concluiu.

F1 AO VIVO - FIASCO NA BÉLGICA: tudo sobre a corrida que NÃO ACONTECEU em Spa; Rico Penteado analisa

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

TELEMETRIA: Quem vai se dar bem na segunda metade da temporada de 2020 da F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Diretor de provas da F1 explica decisões tomadas no GP da Bélgica
Artigo anterior

F1: Diretor de provas da F1 explica decisões tomadas no GP da Bélgica

Próximo artigo

F1: Wolff comenta decisões da direção de prova e fala sobre dupla de 2022

F1: Wolff comenta decisões da direção de prova e fala sobre dupla de 2022
Carregar comentários