F1 - Horner: Problemas da Mercedes com motor são "bem incomuns" e podem ser chave na luta pelo título

Chefe da Red Bull analisou declarações de Wolff sobre os problemas enfrentados pela Mercedes na reta final de 2021

F1 - Horner: Problemas da Mercedes com motor são "bem incomuns" e podem ser chave na luta pelo título

O chefe da Red Bull, Christian Horner, acredita que os problemas que a Mercedes enfrenta com a confiabilidade de sua unidade de potência são "bem incomuns", e que isso pode ser um fator determinante na luta entre Lewis Hamilton e Max Verstappen pelo título da Fórmula 1 em 2021.

Na sexta, a Mercedes revelou que Valtteri Bottas passaria pela terceira troca na unidade de potência em quatro corridas, trocando apenas o motor de combustão interna e sendo penalizado com cinco posições.

Leia também:

Clientes da Mercedes, Aston Martin e Williams também trocaram as unidades de potência de Sebastian Vettel e George Russell, que vão largar no fundo do grid no domingo.

Toto Wolff, chefe da Mercedes, disse na sexta que o problema não é algo simples, e que criou problemas para a montadora com o fornecimento de motores às clientes, enquanto tenta entender a origem.

Qualquer problema de confiabilidade no motor pode ter um impacto particular em Hamilton, que se encontra neste momento seis pontos atrás de Verstappen no Mundial de Pilotos com seis corridas e 159 pontos ainda em jogo.

Horner afirmou que a confiabilidade "pode ter um papel determinante" no campeonato, acrescentando: "Confiabilidade pode ser decisiva. Você precisa chegar ao fim da corrida".

Bottas teve unidades novas na Itália e na Rússia, e o motor novo em Austin o deixa com uma janela de manobra maior para as etapas finais.

Horner sente que a Mercedes está "pesando risco versus recompensa" nas penalizações versus a performance acrescida, tendo mais motores para cobrir as corridas finais, mas disse que é "bem incomum" ver a Mercedes sofrendo com confiabilidade.

"Obviamente eles tem sido o padrão de confiabilidade nos últimos seis, sete anos. Então é bem incomum vê-los nessa situação".

Verstappen colocou um novo motor na Rússia, e a Red Bull espera que seja possível mantê-la até o fim do ano sem mais penalizações.

"Esperamos que ele chegue até o fim com o que temos, mas isso é a nossa expectativa. Acho que a situação pode mudar rapidamente, como é possível ver, então nunca se sabe. Mas acho que a troca em Sochi nos colocou em uma posição razoável".

2021 marca a volta da Red Bull à luta pelo título da F1 pela primeira vez desde o último triunfo de Vettel, em 2013, graças aos ganhos da Honda para este ano. Além das aspirações de Verstappen, a equipe também está viva na luta pelos Construtores, 36 pontos atrás da Mercedes.

"Estamos apertando eles neste ano. Demos tudo de nós para este ano e conseguimos dificultar a vida deles em todas as corridas praticamente".

"Se você considerar o domínio deles nos últimos sete anos, e que esse carro é basicamente o mesmo do ano passado, sem dúvidas o mais dominante deles, é um testemunho à Red Bull. Eles que nos colocaram nessa posição de lutar pelo título".

SEXTA-LIVRE: Max MOSTRA DEDO DO MEIO para Lewis e POLÊMICO 'TRUQUE' da Mercedes em retas INCENDEIA GP

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST - TELEMETRIA: Mercedes tem a vantagem nos EUA? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Verstappen xinga Hamilton de "estúpido" e "idiota" após treta em Austin
Artigo anterior

F1: Verstappen xinga Hamilton de "estúpido" e "idiota" após treta em Austin

Próximo artigo

ANÁLISE: O que pode estar por trás do polêmico 'truque' da asa traseira da Mercedes e o ganho nas retas?

ANÁLISE: O que pode estar por trás do polêmico 'truque' da asa traseira da Mercedes e o ganho nas retas?
Carregar comentários