F1: Horner rebate acusação de Pérez sobre Red Bull ser "equipe de um carro só"

Declaração de Pérez feita na Austrália repercutiu pelo paddock da F1

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, Sergio Perez, Red Bull Racing

O chefe da Red Bull, Christian Horner, rebateu a acusação feita por Sergio Pérez no GP da Austrália de Fórmula 1, negando que é uma "equipe de um carro só", focando mais em Max Verstappen.

Durante a passagem da F1 pela Austrália, Pérez disse que hoje sente ter uma oportunidade igual de lutar pelo título na Red Bull, tendo o apoio da equipe. Mas, segundo ele, isso veio após sentir que anteriormente "eles corriam com dois carros porque eram obrigados".

Leia também:

Com isso, Pérez dizia implicitamente que ele e seus antecessores, Pierre Gasly e Alex Albon, não tinham o mesmo nível de apoio interno que Verstappen. Mas Horner insiste que nunca houve um favoritismo da equipe para nenhum de seus pilotos.

"É a primeira vez que ouço ele falando isso", disse Horner ao Motorsport.com. "Corremos com dois carros desde que entramos no esporte em 2005. E sempre buscamos ter os dois melhores pilotos no carro. Acho ótimo ver Checo fazendo um bom trabalho agora".

"Ele chegou em 2021, logo após a temporada da Covid-19, e no fim de uma era de regulamento. Ele sofreu com a aquele carro. No ano passado, ele definitivamente mais acostumado, conquistando duas das nossas 17 vitórias".

"Ele teve um bom início este ano também. Mas ainda estamos no começo de um longo campeonato. Como equipe, sempre buscamos dar a ambos os pilotos as melhores oportunidades e o melhor equipamento possível, dependendo apenas do que eles fazem nas pistas".

"E seja isso com Max e Checo, ou Daniel [Ricciardo] e Max, Daniel ou Sebastian [Vettel], ou Mark [Webber] e Seb, indo até os anos de David Coulthard e Webber. Sempre fizemos assim. No fim do dia, o que realmente conta é o que eles fazem na pista".

Sergio Perez, Red Bull Racing RB19

Sergio Perez, Red Bull Racing RB19

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Horner ainda elogiou Pérez pelo forte início de temporada: "Ano passado ele teve grandes corridas. Basta lembrar de Singapura, que foi uma grande vitória de Checo. Nas duas primeiras corridas desse ano, ele fez um bom trabalho, sua confiança segue alta e é isso que queremos dele. Queremos dois pilotos que vão se desafiar".

Mas, apesar disso, Horner minimiza sugestões de que podem surgir tensões entre a dupla se eles lutarem pelo título.

"Não vejo motivos para isso. Os dois são competitivos, pilotos no fim do dia, mas sabem das regras, de colocar a equipe em primeiro lugar. E, particularmente neste ponto do ano, sem termos como saber das capacidades de desenvolvimento das outras equipes".

"Então, para nós, é importante termos o máximo de pontos possível nos campeonatos neste começo, porque sabemos que, na segunda metade do ano, os outros vão correr atrás".

Ouça Massa detalhando possível judicialização do título da F1 2008 por causa do 'Crashgate'

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #224 – Inconsistência da FIA estraga o grande momento da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Chefe da Haas diz que F1 não pode sacrificar esporte pelo espetáculo ao mexer nas regras
Próximo artigo F1 - Chefe da AlphaTauri 'desabafa': "Não podemos pegar pessoas capazes da Red Bull como Aston fez"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil