Últimas notícias

F1: McLaren detona chefe da Alpine por dizer que Piastri não tem integridade: "Não tem credibilidade para fazer acusações"

Essa não é a primeira vez em que Zak Brown e Otmar Szafnauer se envolvem em uma guerra declaratória

Zak Brown, CEO, McLaren Racing

A guerra entre McLaren e Alpine pelo jovem australiano Oscar Piastri para uma vaga na temporada 2023 da Fórmula 1 segue pegando fogo. Um dia após o chefe da equipe francesa, Otmar Szafnauer, acusar Piastri de falta de integridade, o CEO do time britânico, Zak Brown, detonou o romeno, falando que ele não tem credibilidade para fazer acusações sobre a ética de alguém.

Piastri se encontra no meio de uma disputa sobre seu futuro. A Alpine afirma ter um contrato em vigor que o permite colocá-lo na equipe em 2023, mas o próprio australiano já havia dito que não correria pela marca francesa, tendo um acordo com a McLaren para substituir Daniel Ricciardo.

Leia também:

E a possível saída de Piastri não foi bem recebida por Szafnauer, que disse na sexta-feira em Spa que esperava mais integridade do australiano após o apoio dado pela Alpine em sua carreira nas categorias de base. Mas o comentário do romeno não caiu bem no CEO da McLaren, que detonou o rival.

"No final das contas, não sei dos detalhes do relacionamento entre eles, então acho que seria injusto para mim tomar uma posição de qualquer lado, simplesmente porque não sei", disse Brown à Sky Sports F1.

"Mas julgando pelos acontecimentos recentes, o modo como Fernando [Alonso] anunciou sua saída, pegando Otmar de surpresa, além do fato dele ter sido alvo recente de uma multa de 15 pontos e 400 mil euros, não sei se ele tem o nível mais alto de credibilidade para fazer acusações sobre ética".

A multa que Brown se referiu foi o resultado final da novela dos dutos de freio envolvendo a Racing Point em 2020, quando Szafnauer ainda era chefe da equipe. O time de Silverstone foi julgado culpado de utilizar um processo ilegal de design.

Otmar Szafnauer, Team Principal, Alpine F1, Pat Fry

Otmar Szafnauer, Team Principal, Alpine F1, Pat Fry

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Na quinta, Alonso revelou que Szafnauer não teve envolvimento nas negociações sobre um novo contrato dele na Alpine e, por isso, não foi informado sobre sua ida para a Aston Martin antes do anúncio oficial.

Essa não é a primeira guerra declaratória entre os dois dirigentes. Em meio à novela dos dutos em 2020, Szafnauer alegou que Brown "não tinha ideia do que falava", e que o britânico "sabe mais sobre corridas históricas do que F1".

Na segunda-feira (29), a Junta de Reconhecimento de Contratos irá analisar o caso envolvendo Alpine, McLaren e Piastri, definindo o futuro do australiano.

Veja uma volta em Spa-Francorchamps, sede do GP da Bélgica de F1

Podcast #192 – Sequência de corridas decidirá campeonato da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior F1: Pérez lidera TL3 na Bélgica marcado por acidente de Leclerc
Próximo artigo F1: Audi deve iniciar aquisição da Sauber em 2023, com 25% das ações da equipe
Assinar