Últimas notícias

F1: Mercedes revela planos ambiciosos para nova fábrica "estilo Vale do Silício" em Brackley

Planos fazem parte de um investimento de 70 milhões de libras (pouco mais que 435 milhões de reais) que a Mercedes está fazendo em seu time e infraestrutura

Niki Lauda, Non-Executive Chairman, Mercedes AMG F1,   Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, Toto Wolff,

A equipe Mercedes anunciou uma reforma ambiciosa de sua fábrica de Fórmula 1 em Brackley, num processo que ajudará a transformá-la em um campus moderno ao estilo do Vale do Silício, região conhecida pela alta tecnologia nos Estados Unidos.

O editor recomenda:

Os planos, que fazem parte de um investimento de 70 milhões de libras esterlinas (pouco mais do que 435 milhões de reais) que a Mercedes está fazendo em sua infraestrutura e time, incluem a criação de um ambiente para pedestres, bem como a construção de novos edifícios de marketing, instalações de lazer e restaurantes para ajudar a melhorar o ambiente de trabalho da escuderia anglo-germânica.

Juntamente com o trabalho de desenvolvimento que ocorreu na principal fábrica de Brackley para aumentar suas capacidades operacionais, a equipe acredita que o novo campus, que deve ser concluído até o final de 2025, ajudará a criar algo inigualável na F1.

O chefe da equipe, Toto Wolff, explicou ao Motorsport.com. “O campus de Brackley foi construído para acomodar 350 pessoas e hoje estamos em 1250. O desenvolvimento do campus nos últimos 5 anos foi feito em um ritmo surpreendente e agora parece uma equipe com instalações modernas de última geração", afirmou o dirigente austríaco. A estrutura de Brackley foi 'legada' a Mercedes após a marca comprar a Brawn, que antes era Honda e, mais antigamente, BAR. Sua origem é a Tyrrell.

“Mas o que estamos planejando fazer é expandir o campus com vários novos edifícios e criar um campus de estilo moderno, com muitas áreas de descanso, restaurantes, academias de última geração, novos edifícios de marketing, etc. Queremos que se torne sua uma pequena vila, com todas as comodidades e benefícios que você esperaria de um ambiente ao estilo do Vale do Silício", seguiu Toto Wolff.

A Mercedes acredita que um fator chave para garantir o sucesso a longo prazo na F1 é investir nas pessoas e no ambiente em que operam. Portanto, além dos esforços imediatos que fez para ajudar sua equipe, incluindo um aumento salarial para 2023 de acordo com a inflação ao consumidor que está em torno de 10% no Reino Unido, a equipe vê o que oferece em suas instalações de Brackley como essencial.

Wolff acrescentou: “Tudo isso é obviamente feito para o nosso povo. Não estamos tentando ganhar algum tipo de prêmio de arquitetura. Isso não é como alguns de nossos concorrentes faziam há 20 anos, se perdendo e provavelmente enfatizando mais a arquitetura. Aqui a obra ocorre para que a estrutura tenha função. Assim, tudo é feito para criar um ótimo lugar para trabalhar e passar o tempo".

A Mercedes tem trabalhado em 30 projetos diferentes para melhorar suas instalações, tendo gasto £ 40 milhões até agora e comprometido outros £ 30 milhões nas próximas fases. As melhorias na fábrica também incorporarão todos os aspectos das metas NetZero (carbono zero) da equipe – sendo alimentadas por 100% de energia renovável de fontes locais e externas. Um novo estacionamento também incluirá um painel solar no local.

Também está sendo feito um esforço para ajudar a desenvolver a biodiversidade com materiais reutilizáveis e recicláveis sempre que possível para novas construções. Os novos edifícios também serão projetados para atingir uma meta de reciclagem superior a 60% para resíduos de escritórios.

ANÁLISE: Qual o 'tamanho' do 2023 de Alonso?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Engenheiro ex-F1, Rico Penteado comenta cancelamento de Ímola e relembra calamidades:

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior ANÁLISE F1: Por que o verdadeiro rendimento dos carros de 2023 'não é visível'?
Próximo artigo Domenicali diz que pilotos não podem ser "egoístas" com críticas à F1: "São parte de algo maior"

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil