Entrevista

ANÁLISE F1: Por que o verdadeiro rendimento dos carros de 2023 'não é visível'?

Ainda que Red Bull, Ferrari e Mercedes tenham conceitos aerodinâmicos muito diferentes, a razão para as diferenças de rendimento é outra

Alfa Romeo C42 floor detail

Se olharmos para os carros de Fórmula 1 da temporada 2023, podemos diferenciar claramente três conceitos aerodinâmicos: primeiro, há o da Red Bull, que quase todos os seus rivais copiaram. Depois há o da Ferrari, que lembra uma 'banheira' e também é usado por algumas equipes como a Haas. E, finalmente, o 'diferentão' carro da Mercedes 'sem sidepods'.

O editor recomenda:

No entanto, esse não é o principal fator de desempenho este ano, como explicou recentemente o chefe de aerodinâmica da Haas, Juan Molina: "Acho que as pessoas se concentram muito no chassi. Não é apenas isso, há a interação com a parte inferior do carro, com a asa traseira e diferentes partes em geral".

Isso também se reflete no fato de que todos os três conceitos estão entre os quatro primeiros no ranking atual de construtores, mas quase todas as equipes que copiaram o conceito taurino, exceto a Aston Martin, estão mais atrás.

Para Molina, portanto, são os detalhes invisíveis de um carro que fazem a diferença no desempenho da atual geração de carros de F1: “Entendemos como diferentes chassis funcionam... bem, sem contar a Mercedes talvez, vamos deixar isso de lado".

Quando se trata de desenvolver a aerodinâmica de um carro, ele diz que tudo depende do que as áreas visíveis e não visíveis do carro demandam. "O que a asa dianteira e a suspensão fazem com o fluxo de ar sob o carro? Isso é muito importante", ele destaca.

"E como todos os seus winglets traseiros, asa traseira e spoiler interagem com o difusor? O desempenho está em todas as partes que você não pode ver a olho nu. A questão é: onde você investe seus recursos? Você não pode fazer um novo teste de colisão para o bico a cada dois ou três GPs, então, desse ponto de vista, uma pequena modificação no bico pode não ser muito fácil de fazer."

Ao longo dos anos, as equipes de F1 exploram seu desempenho em áreas muito diferentes, dificilmente seria possível extrair mais desenvolvimento. A Red Bull parece ter sido a escuderia que melhor evoluiu nesse quesito até agora e está bem à frente de todas as outras equipes. "Com a Red Bull, você pode ver que eles sempre sabem exatamente o que fazer com o carro", destacou Juan Molina.

De certa forma, o aerodinamicista da Haas compara com uma suspensão ativa: “Não quero dizer que tem alguém usando, mas se tivesse suspensão ativa você ganhava o campeonato. É por isso que pensamos que, se você entender o que seu carro faz, para onde quer levá-lo e o que pode fazer, poderá obter um ótimo desempenho. É por isso que você vê equipes tão focadas em entender como aproximar o carro do asfalto o máximo possível sem o porposing".

Isso será ainda mais importante para o sucesso nos próximos anos, segundo Molina: "Ainda há muito desempenho a extrair". No entanto, ele acredita que 2026 será um bom momento para um novo regulamento técnico começar, porque será quando as equipes começarão a estagnar com seus projetos em todos os níveis.

Detalle del suelo del Red Bull Racing RB18

Rico Penteado fala de Binotto na Alpine e crise da equipe, além de criticar CEO do time

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #230 – Campeonato terá ‘revolução’ após começo da 'perna europeia' da F1 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hill fala de possível ida de Leclerc para a Aston Martin; confira
Próximo artigo F1: Mercedes revela planos ambiciosos para nova fábrica "estilo Vale do Silício" em Brackley

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil