F1: Mercedes traz asa em primeiro teste que pode ser ilegal; entenda

Asa dianteira conta com divisões que FIA pode vetar assim que equipe encarar sessões oficiais

George Russell, Mercedes W15

Mercedes AMG

Análise técnica de Giorgio Piola

Análise técnica de Giorgio Piola

A Mercedes está de volta à ofensiva, com muitos novos detalhes interessantes já sendo vistos em seu novo W15 de Fórmula 1 no dia do shakedown.

Um dos mais fascinantes deles estava, como provavelmente seria de esperar, escondido nas artes de lançamento, mas podia ser visto nas imagens tiradas do carro ‘real’ enquanto a equipe conduzia seu dia de filmagem em Silverstone.

Leia também:

A área em questão é o flap superior da asa dianteira (destacado na imagem abaixo), que vem em dois segmentos (setas vermelhas e azuis), sendo que ambos exigem que um ao outro passe nas verificações de legalidade da FIA.

Mercedes W15 front wing detail

Mercedes W15 front wing detail

Photo by: Mercedes AMG

É uma visão fascinante da redação dos regulamentos, mas ainda não se sabe se o design é robusto o suficiente para resistir a um exame mais minucioso da FIA, ou mesmo às reclamações de outras equipes. Também não podemos excluir completamente que se trate de algo destinado a distrair os rivais de outras áreas do seu carro.

Seja qual for o resultado, isso nos oferece uma indicação bastante clara de que a Mercedes está de volta ao seu melhor ao apresentar soluções intrigantes para tentar obter mais desempenho.

Mercedes W15 front wing detail

Mercedes W15 front wing detail

Photo by: Mercedes AMG

O conceito de asa dianteira em questão vê um elemento muito fino usado no topo da asa na parte interna não móvel (seta vermelha).

Ela existe simplesmente para fins de legalidade, porque as regras permitem um máximo de quatro áreas fechadas ao longo da envergadura da asa.

Mais adiante, a parte externa da aba superior possui o que consideraríamos uma corda convencional. Mas, em vez de o flap subir pela lateral do ajustador de metal interno, como aconteceria com um layout normal, o flap afunila até um ponto elevado acima dele (seta azul), semelhante à forma como os elementos da asa dianteira eram usados ​​nos regulamentos anteriores para alterar o vórtice Y250 que estava sendo liberado da junção do plano principal abaixo deles.

Neste caso, o mesmo pode ser aplicável, embora em menor escala, com o ajustador metálico triangular e a aba criando uma superfície de desprendimento.

Notavelmente, a Mercedes também mudou o layout de seu bico para 2024, com o nariz mais curto do que seus antecessores, já que a ponta está agora apoiada no segundo elemento da asa dianteira, em vez de diretamente na frente do principal.

Isto facilitou uma mudança na forma do plano principal, com a equipe imaginando uma variante caída nesta temporada, em vez de uma variante levantada para encontrar o nariz.

Obviamente, isso terá influência na trajetória do fluxo de ar e poderá ser usado como um meio para configurar uma estrutura de fluxo que também será benéfica para sua nova configuração de flap.

Será interessante ver como tanto o corpo diretivo quanto as equipes rivais reagirão à chegada deste design da Mercedes, já que pode não oferecer o nível de desempenho esperado de algo que parece tão radicalmente diferente.

Além disso, pode argumentar-se que se afasta da intenção original dos regulamentos técnicos quando foram redigidos pela primeira vez.

Agora a responsabilidade recairá sobre outras equipes para descobrir se é uma ideia que elas podem seguir, reclamar ou se estão felizes em sentar e esperar para ver seu impacto.

Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Watch: Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Podcast #269 – O que esperar da pré-temporada 2024 da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Windsor dá atualização sobre 'namoro' entre Alonso e Mercedes
Próximo artigo Alonso vê “injustiça” no atual formato de pré-temporada da F1

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil