F1: Mercedes explica no que W15 será melhor do que antecessores

Diretor técnico, James Allison explicou como comportamento do carro deste ano deve mudar em relação aos antecessores

Lewis Hamilton, Mercedes W15

Mercedes AMG

O diretor técnico da Mercedes, James Allison, disse que o novo carro de Fórmula 1 da equipe deve dar aos seus pilotos uma traseira mais “tranquilizadora” e melhor velocidade em reta em 2024.

Leia também:

Quando as capas do novo carro saíram e o novo modelo da equipe foi divulgado em Silverstone, nesta quarta-feira, a escala de sua reformulação de design ficou clara com um chassi totalmente novo e uma série de mudanças aerodinâmicas.

Mas, além das diferenças visuais óbvias, Allison disse que a principal área de atenção foi abordar as características imprevisíveis da traseira de seus carros anteriores com efeito de solo, o que às vezes deixava Lewis Hamilton e George Russell desconfortáveis.

“Um grande foco tem sido melhorar o imprevisível eixo traseiro do carro anterior, que os pilotos muitas vezes reclamavam”, disse ele. “Trabalhamos nisso para tentar criar um carro que os tranquilize.

“No início de uma curva, quando você freia forte e faz a curva, a traseira precisa parecer sólida como uma rocha. E então, à medida que você chega ao ápice, o carro precisa se sentir cada vez mais ágil e ansioso para virar. Temos tentado incorporar isso.”

As melhorias em suas características de dirigibilidade provavelmente vieram de uma combinação de melhorias aerodinâmicas e mudanças mecânicas – o que inclui a mudança da Mercedes para sua própria versão de suspensão traseira push-rod em torno de um novo design de caixa de câmbio.

Allison também disse que a Mercedes tem se esforçado para melhorar a eficiência aerodinâmica do carro – especialmente quando o DRS está aberto – já que esta foi uma área que deixou os pilotos insatisfeitos no ano passado.

Lewis Hamilton, Mercedes, George Russell, Mercedes, Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Lewis Hamilton, Mercedes, George Russell, Mercedes, Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes-AMG

Photo by: Mercedes AMG

“Também trabalhamos duro para criar um carro menos arrastado e para agregar desempenho nas curvas”, disse ele. “Também houve algumas tarefas de limpeza em áreas nas quais tínhamos espaço para melhorias, incluindo o efeito DRS e o desempenho dos pit stops.

“Sempre fomos muito bons em entregar um pit stop com regularidade, em um tempo repetível, o que é fundamental. O tempo repetível em que conseguimos fazer nossos pit stops ainda foi três a quatro décimos mais lento que o das melhores equipes. Então, esperamos que tenhamos caminhado na direção certa.”

Com as equipes de F1 operando sob o limite de custos, Allison também observou que o custo de um novo chassi e caixa de câmbio significava que era preciso estar atento para não gastar demais.

“Um novo chassi e uma caixa de câmbio eram padrão para todos os anos, antes dos limites de custo, e haverá várias outras equipes que fizeram as duas coisas em um único ano”, disse ele.

“Mas o limite de custo força você a escolher suas batalhas, e não há dúvida de que ter uma nova carenagem externa e, ao mesmo tempo, ter um novo chassi são dois grandes projetos que vão ocupar uma parte do nosso poder de fogo disponível. Foi isso que fizemos este ano.

“Isso significa que em outras partes do carro não tentamos nos reinventar. Mas permitiu-nos realizar alguns grandes projetos sem gastar muito e acreditamos que esta é uma boa e importante utilização dos nossos esforços.”

Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Watch: Rico Penteado e Felipe Motta comentam Hamilton na Ferrari

Podcast #268 – O que será do futuro de Horner e Red Bull?

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Ecclestone nega que tentou convencer Horner entregar cargo na Red Bull
Próximo artigo F1: Wolff alega não ter "bola de cristal" sobre quando Mercedes poderá vencer Red Bull

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil