Fórmula 1 GP de Miami

F1: Pérez diz que novo asfalto de Miami é como guiar com pneus intermediários

Falta de aderência da pista foi o principal foco de reclamações dos pilotos após o fim da sexta-feira

Sergio Perez, Red Bull Racing RB19

A Fórmula 1 retornou à Miami neste fim de semana e encontrou um circuito recapeado após as reclamações da etapa inaugural do ano passado. Mas os pilotos tiveram um grande desafio pela frente: a falta de aderência que, segundo Sergio Pérez, foi algo comparável a uma pista molhada, guiando com pneus intermediários.

Após as críticas ao GP chato do ano passado, a organização do evento optou por um recapeamento da pista, sem mudanças ao traçado. A equipe do renomado projetista Hermann Tilke foi contratada para o trabalho.

Leia também:

A nova superfície ajudou Max Verstappen a liderar o TL2 com direito a um novo recorde de pista: 01min27s930, 1s134 mais rápido que a pole do ano passado. Mas, mesmo com a melhora na performance, os pilotos terminaram o dia criticando a falta de aderência. Pérez, quarto colocado no TL2, fez a comparação sobre os pneus.

"A aderência era muito baixa, especialmente no TL1. Era como guiar com pneus intermediários. Acho que esse é o motivo [por trás de suas dificuldades]. Saber interpretar a pista nessas condições, especialmente em meio aos testes que fizemos no TL1".

Sergio Perez, Red Bull Racing speaks to the media

Sergio Perez, Red Bull Racing speaks to the media

Photo by: Alexander Trienitz / Motorsport Images

George Russell, o mais rápido no TL1, reconheceu que o novo asfalto deixou Miami como algo único no calendário.

"Vamos para o domingo com um fator desconhecido devido ao recapeamento da pista. A performance é diferente de qualquer outro circuito, o que é legal em certos aspectos".

Em meio às reclamações de poucas ultrapassagens nas primeiras etapas da temporada, levando a reclamações de "corridas chatas", os pilotos preveem que isso continuará em Miami. Em uma pista na qual tivemos apenas 45 manobras no ano passado, os pilotos destacaram o problema de uma falta de aderência ainda maior fora do trajeto ideal como um fator.

"Pode ser muito difícil disputar aqui, porque não dá pra correr fora da trajetória ideal. Vimos isso com algumas pessoas, incluindo eu mesmo. Você põe só uma roda fora da linha e não há aderência alguma".

Podcast #228 - Reclamações de Verstappen em Baku mostram que bicampeão 'sentiu o golpe'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Red Bull: Batalha entre Verstappen e Pérez não pode dar espaço para a paranoia
Próximo artigo F1 AO VIVO: Acompanhe o terceiro treino livre para o GP de Miami em Tempo Real

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil