F1: Pérez ficaria surpreso se recebesse ordem para ser número dois na Red Bull

compartilhar
comentários
F1: Pérez ficaria surpreso se recebesse ordem para ser número dois na Red Bull
Por:

Piloto mexicano também afirmou que não pode esperar muito mais para tomar uma decisão sobre seu futuro na F1

De saída da Racing Point, Sergio Pérez mencionou se aceitaria ser o segundo piloto da Red Bull na temporada de 2021 da Fórmula 1, em meio a especulações sobre as negociações para ser companheiro de equipe de Max Verstappen.

O piloto mexicano está no radar da Red Bull para o ano que vem, enquanto a equipe avalia o desempenho de Alex Albon, que até agora não conseguiu acompanhar o ritmo de Verstappen na temporada.

Leia também:

Nesta sexta-feira em Ímola, palco do GP da Emília Romagna neste final de semana, Pérez referiu-se à possibilidade de ingressar na equipe austríaca em 2021 e comentou que "não pode esperar muito mais" por uma decisão da Red Bull.

"Acho que há uma linha muito tênue aí, sabe. Há um momento em que você pode se arriscar, esperar e ver o que acontece”.

“Mas a temporada está chegando ao fim. Assim, creio que é importante para as equipes saberem o que está acontecendo, o que vai acontecer no futuro e para os pilotos também. Estou olhando para todas as minhas opções possíveis e, sim, não posso esperar muito mais", disse o mexicano.

Questionado também se concordaria em ser o piloto número dois e, portanto, proteger a tentativa de Verstappen de disputar o Mundial, o atual piloto da Racing Point indicou que ficaria surpreso se algo assim fosse pedido a ele.

"Não pensei nisso em detalhes. Não acho que o status de número dois seja dado na pista, então ficaria surpreso se houvesse uma equipe que, quando você chegar, dissesse que você é o número dois. Isso me surpreenderia, mas não sei como funcionam as coisas na Red Bull”, respondeu.

Historicamente, a Red Bull não teve uma política pública de piloto um e piloto dois - como, por exemplo, foi o caso da Ferrari durante a era de Michael Schumacher e Rubens Barrichello - embora Mark Webber pudesse dizer o contrário sobre o que ele experimentou internamente como companheiro de equipe de Sebastian Vettel, além da fase atual com Max Verstappen, que levou inclusive à saída de Daniel Ricciardo ao final de 2018.

Para Pérez, depois que Williams confirmou que não planeja mudar sua formação de pilotos para a próxima temporada, as opções para permanecer no grid em 2021 diminuíram e a Red Bull aparece como uma das poucas e, sem dúvida, a mais interessante.

Todas as notícias sobre o GP da Emilia Romagna de F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises, além de conferir nossos programas e vídeos!

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Q4: Debate sobre a classificação do GP da Emilia Romagna, na volta da F1 a Ímola

PODCAST: É bom negócio ser companheiro de Max Verstappen na Red Bull?

 

Verstappen: problema de potência no Q2 "arruinou" ritmo de classificação em Ímola

Artigo anterior

Verstappen: problema de potência no Q2 "arruinou" ritmo de classificação em Ímola

Próximo artigo

Wolff procura substituto para cargo como chefe da Mercedes na F1

Wolff procura substituto para cargo como chefe da Mercedes na F1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Federico Faturos