F1: Piloto do dia, Bearman ficou em choque com rapidez e tenso com Hamilton

Britânico foi o piloto do dia em sua estreia na categoria, mas revelou que estava em choque ao perceber que estava ficando mais rápido a cada volta

Oliver Bearman, Scuderia Ferrari, in the garage

Zak Mauger / Motorsport Images

Apesar da ótima estreia na Fórmula 1, Oliver Bearman revelou que ficou em choque durante a corrida. O piloto reserva da Ferrari disse que este sentimento veio ao perceber que estava ficando mais rápido a cada volta. Bearman terminou a corrida na sétima colocação e foi eleito o piloto do dia.

O piloto, que corre pela Prema Racing na F2, comentou ainda para o canal Sky que não conseguiu relaxar na parte final da corrida. O motivo era que Lewis Hamilton e Lando Norris, seus conterrâneos, estavam com pneus mais macios e diminuindo a distância.

Leia também:

Bearman conseguiu segurar Hamilton e Norris para terminar na sétima posição. Em suas palavras, a última volta foi a sua mais rápida. No final da corrida, o heptacampeão da Mercedes esperou o estreante sair do carro para cumprimentá-lo. Com o bom desempenho, Bearman declarou o seguinte sobre provar que é capaz de correr na F1:

"Eu não sei mais o que eu posso fazer (para provar), porque eu não acho que estarei na F1 pelo resto do ano. Essa era a minha meta, fazer uma grande apresentação no final de semana. Eu acho que eu fiz bom trabalho, então está tudo bem".

Apesar de não ter garantias de que correrá em mais GPs neste ano, Bearman tem seis treinos livres programados com a Haas. Com esses treinos e os contratos de Kevin Magnussen Nico Hulkenberg chegando ao fim em 2024, o inglês tem esperanças para conquistar uma vaga na equipe em 2025. "Espero que uma porta se abra, isso seria fantástico", disse Bearman.

O inglês também reconheceu o trabalho da Scuderia. "O carro estava voando hoje e é óbvio que isso é um grande bônus, mas acho que nós executamos uma corrida limpa, sem erros, e era exatamente o que queríamos. Então estou feliz com meu desempenho", disse Bearman. 

Outra dificuldade de Bearman durante o GP da Arábia Saudita foi Nico Hulkenberg. O inglês comentou que, mesmo com o alemão mais lento, ele não conseguia ultrapassá-lo. Bearman destacou a experiência do alemão e citou que demorou para aprender a usar o seu ritmo mais rápido.

F1 AO VIVO: Confira o MELHOR DEBATE sobre corrida em JEDDAH e as NOVIDADES da MotoGP

Podcast #272 – Qual papel de Verstappen na crise da Red Bull?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Leclerc diz que ritmo da Red Bull deixou a corrida "chata"
Próximo artigo F1: Horner prega discurso de união na Red Bull e desconversa sobre 'racha interno'

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil