F1: Red Bull muda foco para carro de 2024 devido a penalidade "significativa" no túnel de vento

Equipe tem apenas 70% da alocação e uma punição de 10% de redução por conta da quebra do teto orçamentário em 2021

Winner Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Winner Max Verstappen, Red Bull Racing RB19

Red Bull Racing

A Red Bull alega que o "déficit significativo" que tem no tempo de túnel de vento em relação a seus rivais na Fórmula 1 a obriga a mudar o foco para seu carro de 2024 neste momento da temporada.

A equipe sediada em Milton Keynes entrou para a história da F1 no GP da Hungria deste fim de semana, quando a vitória de Max Verstappen fez com que a equipe se tornasse a primeira a vencer 12 corridas consecutivas na história.

Leia também:

O esquadrão superou a impressionante sequência da McLaren em 1988, quando Ayrton Senna e Alain Prost a ajudaram a conquistar 11 vitórias consecutivas antes de ser derrotada no GP da Itália daquele ano.

O desempenho da Red Bull na Hungria foi ajudado por uma atualização de seus sidepods e assoalho, o maior ajuste feito pela equipe até agora nesta temporada. Mas o chefe da equipe Christian Horner, diz que os desenvolvimentos desse fim de semana podem ser as últimas atualizações do ano, porque a equipe precisa planejar cuidadosamente como alocar seu desenvolvimento no túnel de vento, enquanto olha para o RB20.

Falando sobre as atualizações, Horner disse: "Elas fizeram o que diziam na embalagem. Então, desse ponto de vista, é uma espécie de objetivo alcançado. E agora, com a desvantagem que temos, temos que realmente mudar nosso foco para o próximo ano, porque temos um déficit significativo de tempo no túnel de vento em comparação com nossos concorrentes e temos que ser muito seletivos em como usá-lo."

Graças às Restrições de Testes Aerodinâmicos da F1, as equipes que estão mais à frente na classificação em determinado momento do ano têm menos disponibilidade para testes em túnel de vento e CFD.

Como líder do campeonato no ponto de corte que é o meio da temporada, a Red Bull recebe apenas 70% do tempo em comparação com a Mercedes, com 75%, a Aston Martin, com 80 e a Ferrari com 85%.

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing

Christian Horner, diretor de equipe da Red Bull Racing

Foto de: Red Bull Racing

Além do limite oficial, a Red Bull também enfrenta uma redução adicional de 10% devido à penalidade que recebeu pela violação do limite de custos do ano passado. Horner disse que, quando tudo foi aplicado em conjunto, as diferenças entre o que sua equipe podia fazer e seus rivais eram surpreendentes.

"Temos essa penalidade [limite de custos] até outubro deste ano, portanto, particularmente em termos da quantidade de corridas que podemos fazer por semana, estamos significativamente abaixo em comparação com o segundo e o terceiro colocados", disse ele.

"E estamos muito abaixo quando voltamos às equipes que estão em quarto ou quinto lugar. Se compararmos a quantidade de corridas que a McLaren pode fazer em um túnel de vento com a nossa, a diferença é enorme."

"Portanto, é claro que temos que ser muito seletivos no que estamos fazendo. E é por isso que a equipe de engenharia em Milton Keynes está fazendo um trabalho incrível ao desenvolver o carro de forma eficaz e eficiente."

Horner disse que, com o foco mudando para 2024, quaisquer outras atualizações no carro seriam específicas para o circuito - portanto, potencialmente itens de baixo arrasto para corridas como Spa e Monza.

"Teremos algumas coisas específicas para circuitos, mas nada que já não tenha sido feito e comprometido com o R&D", disse ele.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #239 – O que esperar de Ricciardo em retorno à F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Leclerc justifica 'gritos' com engenheiro no GP da Hungria
Próximo artigo Norris 'culpa' Verstappen por quebra do troféu e aponta: “Não é problema meu”

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil