Fórmula 1 GP de São Paulo

F1: Russell não estava ciente de problema que poderia levar a abandono em Interlagos

Vazamento de água poderia ter comprometido reta final da corrida do britânico

George Russell, Mercedes AMG, 1st position, with his trophy and Champagne

George Russell conquistou a primeira vitória de sua carreira na Fórmula 1 neste domingo em Interlagos, ao entregar uma performance controlada para garantir uma dobradinha da Mercedes. Mas, segundo a equipe, a história poderia ter sido muito diferente, já que seu engenheiro escondeu do britânico que havia um vazamento de água em seu W13, que poderia levar a um abandono.

A vitória de Russell impediu que a Mercedes chegasse à sua primeira temporada sem triunfos na F1 desde 2011, e 'recompensou' o piloto por um erro que lhe custou a vitória no GP de Sakhir de 2020.

Leia também:

Só que após a corrida surgiu a informação de que um problema no carro de Russell deixou a Mercedes em tensão até a bandeira quadriculada, revelando que, no meio da prova, foi detectado um vazamento de água.

"Tivemos um vazamento de água ao longo da corrida, e não estava claro que poderíamos ir até o fim", disse Toto Wolff, que não estava presente neste fim de semana.

A equipe explicou que haviam preocupações em certo ponto de que o vazamento deixaria Russell a algumas voltas de completar a corrida, mas o britânico conseguiu levar até o fim.

Russell não foi informado sobre o problema, com Wolff dizendo que os membros da equipe "todos concordaram em deixá-lo guiar até o fim mesmo sem água ou que quer que que seja, deixando-o tentar terminar a corrida".

George Russell, Mercedes W13, 1st position, arrives in Parc Ferme

George Russell, Mercedes W13, 1st position, arrives in Parc Ferme

Photo by: Sam Bloxham / Motorsport Images

Russell bateu Verstappen em uma bela disputa pela vitória da sprint no sábado, garantindo a primeira posição no grid de hoje, e conseguiu segurar outra Red Bull, de Pérez, no primeiro stint. No final, ele ainda foi ameaçado por Hamilton, que tinha pneus mais novos que os do companheiro.

Russell chegou a questionar pelo rádio se a equipe deixaria os seus pilotos disputarem, mas Wolff disse que ordens de equipe sequer foram consideradas.

"Como equipe, sempre defendemos corridas livres, e nunca fizemos diferente, a não ser que um piloto esteja matematicamente lutando pelo título enquanto o outro não está. Queríamos vê-los disputando em pé de igualdade com o mesmo pneu, e discutimos isso nesta manhã na reunião de estratégia".

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast Motorsport.com debate 'valor real' do GP no Brasil para a F1; ouça já

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Batida proposital de Pérez teria motivado 'não' de Verstappen a pedido de troca de posição em Interlagos, diz jornalista
Próximo artigo F1: Ricciardo é punido no grid de Abu Dhabi por batida com Magnussen

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil