Fórmula 1 GP do Bahrein

F1: Sainz admite que ritmo que Aston Martin mostrou no GP do Bahrein é "muito preocupante"

O piloto de Fórmula 1 da Ferrari, Carlos Sainz, avalia que o ritmo da Aston Martin no Grande Prêmio do Bahrein de 2023 provou ser “muito preocupante”

Carlos Sainz, Ferrari SF-23, Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Após largar em quarto no GP do Bahrein de Fórmula 1, Carlos Sainz estava a caminho do terceiro lugar. Na luta pelo pódio, Sainz enfrentou o compatriota Fernando Alonso, mas não teve sucesso e acabou a corrida em quarto lugar.

Sainz disse que a degradação dos pneus de seu SF-23 foi fundamental para a dificuldade da Ferrari de desafiar os Red Bulls na largada. Os dois carros da equipe austríaca conseguiram um 1-2, com o atual campeão Max Verstappen liderando Sergio Pérez.

Leia também:

O ritmo que os dois carros da Aston Martin mostraram na corrida, deixou Sainz em alerta e ele disse que isso é “muito preocupante”, já que, mesmo lesionado, Lance Stroll conseguiu terminar a corrida na zona de pontuação. O espanhol da Ferrari continuou: “Gostaria que assim que formos para outras pistas onde cozinhamos menos os pneus traseiros, possamos aguentar melhor. Está claro que o carro deles tem algo, tanto Red Bull quanto Aston, onde eles degradam muito menos".

"Se você olhar para a Mercedes e para nós, temos uma degradação muito semelhante. Esses outros dois carros, por algum motivo, não degradam. É algo que teremos que investigar, analisar e ver o que podemos fazer", afirmou o espanhol.

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, George Russell, Mercedes F1 W14, Lance Stroll, Aston Martin AMR23

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23, George Russell, Mercedes F1 W14, Lance Stroll, Aston Martin AMR23

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Alonso conseguiu assumir a posição de Sainz depois de finalmente ativar o DRS na corrida na curva 11 para colocar um fim no que havia sido uma batalha tensa, com a dupla tendo feito um leve contato.

Sobre os dados, Sainz disse: “Foi uma bela batalha. Infelizmente, quase me custou uma posição para Lewis Hamilton, [quinto] também porque em nosso carro, assim que você força um pouco para se defender de Fernando, porque você queima os pneus".

“É um problema que temos muita degradação, os pneus esquentam muito quando começamos a forçar. Significa que não temos muita margem na corrida", disse.

Questionado sobre o contato com Alonso, Sainz disse: “Senti isso por trás, mas para ser honesto, acho que foi uma boa batalha limpa. Foi apenas um pequeno toque. Sempre é uma diversão, mas no final, o tempo nos colocou onde estamos agora, atrás da Aston na corrida e claramente atrás da Red Bull", finalizou.

F1 AO VIVO: Veja programa que debate o GP do Bahrein de F1

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: Ferrari renovada, Mercedes melhor e Red Bull bem? Que F1 teremos em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Russell crava cenário da Red Bull em 2023: "Ganham todas as corridas da temporada"
Próximo artigo F1: Leclerc disse que Ferrari estava um segundo atrás do ritmo da Red Bull no GP do Bahrein

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil