F1: Sainz diz que quer fim de limites de pista “artificiais” e prefere grama e brita

Piloto espanhol da Ferrari disse que todos os pilotos da categoria compartilham de sua opinião

F1: Sainz diz que quer fim de limites de pista “artificiais” e prefere grama e brita

Mais do que os embates entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, a Fórmula 1 tem se notabilizado por uma outra questão polêmica em 2021: os limites de pista. No GP do Bahrein, o piloto da Red Bull teve que devolver a liderança para o da Mercedes após manobra nas voltas finais e por ter excedido o limite. Em Ímola, um cenário semelhante foi visto, com inúmeros tempos de volta excluídos pelo mesmo motivo.

Leia também:

Após a controvérsia, alguns nomes do esporte, como o consultor da Red Bull, Helmut Marko, se disse contra esses limites. Agora, o piloto espanhol Carlos Sainz engrossou o coro.

"Não importa se usamos a linha branca ou não, tem que ser um limite concreto”, disse o piloto da Ferrari. “Acho que todos os pilotos compartilham dessa visão."

"Sempre me opus abertamente à existência de limites artificiais de pista. Precisamos de limites naturais. Grama ou brita fariam muito mais por isso."

"Se os pilotos fizerem uma curva aberta deliberadamente, esses limites anulam diretamente os tempos. Devemos definir limites naturais, seja cascalho ou grama." disse.

Ex-companheiro de SENNA POLEMIZA sobre o que Ayrton acharia da F1 atual em ÍMOLA e cita RATZENBERGER

PODCAST: Por que a temporada de 2021 promete ser a mais equilibrada dos últimos anos?

 

compartilhar
comentários
F1: Massa analisa momento de Bottas e torce por "chance" de Russell na Mercedes
Artigo anterior

F1: Massa analisa momento de Bottas e torce por "chance" de Russell na Mercedes

Próximo artigo

F1 não deve adotar corridas classificatórias em todos os GPs: "Não seria bem sucedido em Mônaco"

F1 não deve adotar corridas classificatórias em todos os GPs: "Não seria bem sucedido em Mônaco"
Carregar comentários