F1 - Sainz: "Nos criticam de casa por não correr nessas condições como há 20 anos... é idiotice"

Piloto da Ferrari também criticou decisão da direção de prova de distribuir pontos por um GP que não foi disputado

F1 - Sainz: "Nos criticam de casa por não correr nessas condições como há 20 anos... é idiotice"

A prova da Fórmula 1 em Spa-Francorchamps entrará para a história como um dos eventos mais polêmicos da categoria, com um resultado definido após 03h46min e apenas três voltas percorridas. Carlos Sainz defendeu a decisão de não correr o GP da Bélgica, rebatendo "as pessoas em casa que nos criticam por não pilotarmos nessas condições".

Após mais de três horas de prova, a direção colocou os carros novamente na pista para cumprir a determinação mínima do regulamento de duas voltas, para viabilizar uma classificação final e distribuir metade dos pontos normalmente entregues.

Leia também:

Mas o GP da Bélgica chuvoso começou antes mesmo da largada, com a batida de Sergio Pérez na volta de formação. Isso colocou Sainz no top 10, enquanto o mexicano conseguiu sair do pitlane na segunda tentativa de realizar a prova, o que aconteceu às 13h17, horário de Brasília.

A decisão sobre correr ou não recaiu sobre os ombros do diretor de prova Michael Masi, que autorizou a segunda tentativa, com os carros atrás do safety car. Mas após três voltas, ele interrompeu novamente a corrida, encerrando-a pouco depois.

"Primeiro de tudo, foi a decisão correta não correr. Para todas as pessoas que nos criticam de casa, falando que não saímos nessas condições enquanto há 20 anos faziam isso, pra mim é idiotice", disse o espanhol à DAZN F1 em resposta aos comentários nas redes sociais, lembrando de corridas em décadas anteriores, na era de pilotos como Jackie Stewart, Niki Lauda ou Ayrton Senna.

O espanhol se mostrou contrário à premissa de muitos fãs, que afirmam que, em outros tempos os "pilotos de verdade" teriam disputado o GP da Bélgica nestas condições.

"Pra mim é muito justo que não tenham corrido. Basicamente eu não via nada aqui. A 300km/h, se alguém bate aqui nesta velocidade, todos podemos acabar levando. Pra que arriscar e correr o risco de uma desgraça".

Sobre a polêmica da distribuição de pontos, disse: "Me parece errado. Não deveria ser feito. Basicamente, não competimos. Por que você entrega pontos e por que existe um resultado para uma corrida que não existiu?".

"Deveria ser removido do calendário e seguir para a próxima. Infelizmente, o tempo não nos deixou correr, e isso acontece".

Quando perguntado sobre o meio ponto conquistado graças ao incidente de Pérez antes da largada, Sainz deixou claro que, para ele, não foi algo merecido.

"É um meio ponto que não mereço porque não disputei a prova. Assim como acredito que ninguém mereça pontos por uma prova que não foi disputada".

"Vamos ver se o tempo estará melhor na Holanda. O que aconteceu hoje é muito incomum, uma chuva sem parar por cinco horas em um circuito que é naturalmente muito perigoso e uma visibilidade nula. Espero que possamos correr na Holanda".

F1 AO VIVO - FIASCO NA BÉLGICA: tudo sobre a corrida que NÃO ACONTECEU em Spa; Rico Penteado analisa

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #124 – Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Chefe da McLaren afirma que nenhuma outra categoria conseguiria correr em Spa no domingo
Artigo anterior

F1: Chefe da McLaren afirma que nenhuma outra categoria conseguiria correr em Spa no domingo

Próximo artigo

GP da Holanda de F1: Horários e como acompanhar, com F3 e W Series

GP da Holanda de F1: Horários e como acompanhar, com F3 e W Series
Carregar comentários