F1: Sainz sobre Verstappen: "Ele merece o título"

Mesmo sendo rival direto de seu companheiro de equipe, Sainz afirma que Verstappen merece vencer o campeonato da F1 de 2022

Carlos Sainz, Ferrari, Max Verstappen, Red Bull Racing, in Parc Ferme

O piloto espanhol da Ferrari, Carlos Sainz, afirmou que Max Verstappen merece ser o campeão mundial de Fórmula 1 em 2022. O holandês é rival de Charles Leclerc, companheiro de equipe de Sainz, que mostrou ser também um candidato ao título no começo da temporada, mas viu as chances de se sagrar campeão pela primeira vez na F1 irem embora após constantes erros da equipe. 

Leia também:

Em entrevista ao RaceFans, Sainz enfatizou que Verstappen está apresentando uma pilotagem sólida em alto nível desde o começo do ano. Além disso, o espanhol destacou um ponto forte da rival Red Bull: a confiabilidade.

Aspecto que, por outro lado, é o ponto fraco da Ferrari nesta temporada. A Red Bull não terminou uma corrida cinco vezes nessa temporada até agora - que aconteceram no começo da temporada, quando a equipe estava com problemas no carro -, desse total, somente dois DNFs foram de Max Verstappen. Já a Ferrari teve sete DNFs nas 16 corridas disputadas até agora.

Sainz observou que Verstappen e a Red Bull vem mostrando um ritmo forte desde o GP da Emilia Romagna, em Ímola, que foi a quarta etapa do mundial de 2022 que conta com 22 corridas.

"Desde que chegamos a Imola, os Red Bulls têm sido muito confiáveis ​​e se você adicionar o fato de que Max está tendo um ano incrível, acho que ele merece o título. Ele, como piloto, também está fazendo um trabalho particularmente forte", disse o piloto da Ferrari.

Verstappen vem embalado em uma sequência de cinco vitórias, isto é, o holandês venceu todas as corridas desde o GP da França. Vale lembrar que em duas delas ele foi penalizado por trocas de componentes do motor, na Bélgica e na Itália. 

Sainz destaca que o um ponto importante nesse processo é que Verstappen comete poucos erros. Mesmo assim, quando erra, Verstappen consegue se recuperar rapidamente e ainda assim vencer a corrida, como na Hungria, que ele rodou na pista, conseguiu voltar para a corrida e venceu o GP

"Acho que ele teve uma temporada muito forte, cometeu poucos erros e quando os cometeu se recuperou muito rapidamente e acabou vencendo a corrida, como na Espanha e na Hungria. diferença, que mesmo não tendo seu dia ideal, ele é capaz de continuar e conseguir a vitória", destacou o espanhol da Ferrari.

De Vries na AlphaTauri? Nova REVIRAVOLTA agita MERCADO da F1 e pode 'desbloquear' dança das cadeiras

Podcast #196 - Após recorde, qual Alonso ficará para a história da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Horner lamenta ter pedido chance de contratar Piastri para Red Bull
Próximo artigo F1: Red Bull não vê urgência em conversa com a Honda para 2026

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil