F1: Sete pessoas são presas por protesto em pista no GP da Grã-Bretanha

Grupo ativista climático Just Stop Oil, que assumiu responsabilidade pelo ato, conseguiu se infiltrar no circuito, mas foi 'ofuscados' por acidente de Zhou

F1: Sete pessoas são presas por protesto em pista no GP da Grã-Bretanha
Carregar reprodutor de áudio

Sete pessoas foram presas após uma "invasão de pista" apoiada pela Just Stop Oil no GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1, apesar da polícia de Northamptonshire ter oferecido uma alternativa de protesto pacífico. As imagens a bordo da primeira volta parecem mostrar que os manifestantes acessaram a pista pela base da ponte na reta Wellington, pulando a barreira na primeira volta quando o líder Max Verstappen passou.

No entanto, a corrida foi simultaneamente com bandeira vermelha devido ao enorme acidente de capotamento de Zhou Guanyu.

Leia também:

Pelo menos cinco pessoas foram fotografadas sentadas no asfalto antes que os fiscais começassem a retirar os manifestantes, com o grupo ativista climático logo assumindo a responsabilidade.

A polícia de Northamptonshire emitiu um comunicado e revelou que sete pessoas foram presas por sua "decisão incrivelmente perigosa".

O inspetor-chefe do evento, Tom Thompson, disse: "Estou realmente desapontado que este grupo de pessoas ignorou nossos avisos antes do dia da corrida e tomou a decisão incrivelmente perigosa de entrar na pista".

"Nós nos oferecemos para facilitar um evento pacífico no circuito, mas eles optaram por colocar em risco a vida dos pilotos, comissários e voluntários. É incrivelmente decepcionante que alguém tome a decisão de fazer isso."

Esta manifestação chegou depois que a polícia de Northamptonshire, que reconheceu que protestar é "direito humano de todos" recebeu "informações credíveis" na sexta-feira que alguns planejavam interromper, mas orientou qualquer pessoa envolvida a não criar risco excessivo "colocando vidas em risco".

Thompson continuou: "Felizmente, tínhamos planos para uma eventualidade como essa e o grupo foi rapidamente removido e preso por nossos oficiais".

"Todos os sete estão atualmente sob custódia, onde seus dados estão sendo verificados. Por fim, gostaria de agradecer a todos os policiais e funcionários, bem como aos nossos parceiros, que trabalharam incansavelmente nesta operação de policiamento."

"Geralmente, temos taxas de criminalidade muito baixas, o incidente de hoje foi tratado de forma eficaz e eficiente, e eu não poderia ter pedido mais."

Questionado pelo Motorsport.com sobre o incidente, Lando Norris, piloto da McLaren, classificou a situação como "preocupante".

"Se você realmente é tão tolo para entrar em uma pista de corrida com carros de F1… é algo assustador", disse o britânico. "Ao mesmo tempo, você está nos colocando em risco de estarmos envolvidos em algo que nunca gostaríamos de estar."

"Tenho certeza que a pista fez o máximo que pôde para lidar [com a situação]", acrescentou.

PÓDIO: ESPETÁCULO em Silverstone! Sainz VENCE corrida com final ALUCINANTE; acompanhe DEBATE

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #184 - Felipe Kieling, da Band, revela como foi substituir Mariana Becker na cobertura da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
F1 - Zhou: halo me salvou no acidente da largada do GP da Grã-Bretanha
Artigo anterior

F1 - Zhou: halo me salvou no acidente da largada do GP da Grã-Bretanha

Próximo artigo

F1: Albon recebe alta após forte acidente no GP da Grã-Bretanha

F1: Albon recebe alta após forte acidente no GP da Grã-Bretanha