F1 - Todt: Mercedes deveria ser mais celebrada por temporada 2021

Ex-presidente da FIA elogiou o ano de Hamilton, mas afirmou que Verstappen mereceu o título pelo que fez ao longo da temporada

F1 - Todt: Mercedes deveria ser mais celebrada por temporada 2021
Carregar reprodutor de áudio

O agora ex-presidente da FIA, Jean Todt, lamentou o fato de que Lewis Hamilton e o chefe da Mercedes, Toto Wolff, não estiveram presentes na Cerimônia de Premiação da Fórmula 1 na última semana, porque acredita que ele mereciam mais pela temporada.

Em meio à derrota de Hamilton para Max Verstappen em Abu Dhabi, o resultado do protocolo de relargada criou uma grande polêmica que fez com que o chefe da Mercedes e o heptacampeão não participassem do evento.

Leia também:

A ausência de Hamilton como vice-campeão representa uma quebra do regulamento desportivo, o que pode levar a uma sanção pela Federação. Mas enquanto a contínua frustração da Mercedes foi um ponto focal de discussões antes da cerimônia, Todt, que estava em seu último dia à frente da FIA, não queria ver o evento arruinado por um clima negativo.

Em vez disso, ele reconheceu que o foco deveria estar na celebração do sucesso de Verstappen, com o holandês conquistando seu primeiro título na categoria. Questionado sobre sua sensação na ausência de Hamilton e Wolff, ele disse: "Acho que deveríamos estar celebrando em vez de fugirmos das polêmicas. Não há motivos. Chegaríamos aonde?".

"De certo modo, lamento, porque a Mercedes deveria ser mais celebrada, já que vencer pela oitava vez o mundial de construtores é algo único. Mas esse jovem rapaz [Verstappen] fez um trabalho maravilhoso, e é nisso que devemos focar, em vez de ficar questionando se puniremos Hamilton por não comparecer".

Todt acrescentou que gostaria de ter reconhecido mais uma ótima temporada de Hamilton, em um ano em que ele sentiu a Mercedes como a melhor equipe.

Red Bull Racing Team Principal Christian Horner shakes hands with second placed Lewis Hamilton, Mercedes

Red Bull Racing Team Principal Christian Horner shakes hands with second placed Lewis Hamilton, Mercedes

Photo by: Getty Images / Red Bull Content Pool

Descrevendo Hamilton como um "incrível campeão", Todt lamentou sua ausência no evento.

"Tem sido uma combinação fantástica. Possivelmente o melhor carro e a melhor equipe, e ele nunca comete erros. É que desta vez simplesmente Max venceu 10 GPs e devemos notar esse feito marcante".

No dia do evento em Paris, Todt falou ainda sobre a investigação lançada pela FIA sobre os eventos de Abu Dhabi como uma de suas últimas ações como presidente.

"Somos perfeitos? Não somos perfeitos. E por isso que sugeri uma revisão completa para ver onde podemos melhorar após o que aconteceu. Mas não apenas nesta corrida, e sim pelo ano todo. Não podemos recusar se podemos melhorar. Precisamos ser perfeccionistas e, de certo modo, a F1 é o resultado da perfeição".

"Sabe, um grande piloto não é suficiente. Um grande carro não é suficiente. Tudo precisa ser combinado para ter sucesso".

The Safety Car Lewis Hamilton, Mercedes W12, Lando Norris, McLaren MCL35M

The Safety Car Lewis Hamilton, Mercedes W12, Lando Norris, McLaren MCL35M

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

Enquanto Todt reconhece que Verstappen teve a sorte ao seu lado em Abu Dhabi, ele acha que ao longo da temporada o holandês teve momentos de azar sem ter culpa.

"Acho que ele recebeu o que merecia. Fez uma grande temporada. É humano focar na volta final. É fato que ele foi sortudo ali. Mas é preciso olhar para o todo. Ele teve sorte em Silverstone? No Azerbaijão? Budapeste? Não".

Final MANIPULADA? Giaffone OPINA sobre POLÊMICA de Abu Dhabi e analisa CONFUSÕES de MASI na F1 2021

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #153 - Fora Max/Lewis, quem foi o melhor de 2021? Brasil teve 'GP do ano'? Ouça

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Horner deve seguir como chefe da Red Bull até pelo menos 2026
Artigo anterior

F1: Horner deve seguir como chefe da Red Bull até pelo menos 2026

Próximo artigo

F1: Ferrari deve ter "muitas inovações" em carro e motor de 2022

F1: Ferrari deve ter "muitas inovações" em carro e motor de 2022
Carregar comentários