F1: Tsunoda tem o necessário para liderar AlphaTauri?

Na visão da equipe, piloto japonês tem evoluído bastante e se inteirando cada vez mais ao mundo da categoria

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03, Pierre Gasly, AlphaTauri AT03

A notícia de que Yuki Tsunoda seguirá na AlphaTauri em 2023 foi um dos anúncios mais esperados em toda a movimentação do mercado de pilotos da Fórmula 1. 

O chefe da equipe, Franz Tost, havia indicado durante algum tempo que o plano sempre era manter Tsunoda junto de Pierre Gasly, cuja confirmação se desenvolveu em junho, a espera da aprovação da Red Bull.

Leia também:

Tsunoda disse há umas semanas que seu futuro dependia de "coisas substanciais", mas que estava satisfeito com suas atuações, embora os resultados deste ano tenham sido difíceis de conseguir. O japonês não marca um ponto desde a Espanha, embora a AlphaTauri como um todo tenha lutado mais no meio do grid do que há 12 meses.

Do jeito que as coisas estão, uma formação sem mudança de Tsunoda e Gasly está bloqueada na equipe para o próximo ano, mas isso ainda pode mudar. Sabe-se que a Alpine tem Gasly no topo da lista para ocupar o seu segundo assento e a Red Bull está feliz em libera-lo da sua equipe irmã, tendo um substituto alinhado e pronto para correr.

O plano para recrutar Colton Herta da Indy teve que ser arquivado quando a FIA negou em ceder suas regras de superlicença, o que parecia significar que Gasly ficaria. Mas depois que surgiu que o conselheiro da Red Bull, Helmut Marko, se reuniu com Nyck de Vries no fim de semana passado, está claro que eles estão explorando opções para substituir o francês e permitir com que ele vá para Alpine.

Se Gasly se for, Tsunoda seria o homem experiente e líder da equipe de fato na AlphaTauri em 2023, um papel importante para um piloto que costuma ser notícia por conta do seu temperamento e que claramente ainda está em desenvolvimento.

E Tsunoda admitiu que pode ter dificuldades para cumpri-lo da mesma maneira que Gasly faz.

"Não esperaria poder atuar de imediato ou dar um feedback de imediato como Pierre," disse em Zandvoort.

"Mas atualmente estou aprendendo o máximo possível com ele. Ainda assim, há muito que posso aprender ainda. Atualmente, enfrentamos da mesma maneira, desenvolvemos o carro o quanto for possível para ter um ritmo mais consistente durante a semana de corrida."

O desenvolvimento de Tsunoda vem percorrendo um longo caminho, particularmente desde que a Red Bull o transferiu do Reino Unido para Itália em meados na temporada passada para mantê-lo mais perto da equipe. Foi um movimento de tamanha importância que foi até mencionado em um comunicado de imprensa da AlphaTauri para 2023, destacando seu progresso desde então.

Tem sido um bom ambiente para Tsunoda trabalhar. A AlphaTauri é uma equipe pequena sem a pressão da Red Bull ou outra operação de vanguarda. Ele tem um chefe em Franz Tost que sabe como extrair o melhor dos jovens pilotos e em Gasly, tem um companheiro de equipe que não só o ajudou a melhorar seu jogo, mas também criaram uma relação amistosa fora da pista.

"Ele provavelmente levou a Fórmula 1 um pouco mais a sério, que era o enfoque correto", disse Gasly ao Motorsport.com em uma entrevista antes das férias de verão.

"Pelo que ele disse, teve um impacto nesse lado para mostrar a ele o tipo de dedicação e compromisso que este esporte requer. Este ano, estamos trabalhando em equipe, enquanto no ano passado foi um pouco dividido porque não tinha muita experiência, ainda era muito novo no esporte."

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Yuki Tsunoda, AlphaTauri AT03

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

"Este ano creio que tem ideias claras e comentários mais claros sobre o que realmente precisamos para ir mais rápido, para que possamos trabalhar juntos para melhorar o pacote que temos."

É uma progressão que também foi notada pelo diretor técnico da AlphaTauri, Jody Egginton. "Mais coisas estão sendo 'clicadas' agora que ele está entendendo", disse sobre Tsunoda. "Também está formando opiniões melhores sobre o que quer no carro e isso leva tempo, com qualquer piloto."

Vimos os flashes do que ele pode fazer na F1. Sua estreia impressionante no Bahrein no ano passado e sua chegada em quarto lugar em Abu Dhabi podem ser notáveis, mas suas performances deram um passo à frente até 2022, mesmo que isso não se reflita no total de pontos.

Imola é um fim de semana que fica sob o radar deste ano, mas ele trabalhou do 16º no grid até o sétimo em uma pista onde é muito difícil encontrar ultrapassagem. A lacuna de pontos para Gasly também caiu em comparação com o ano passado. Gasly tem 22 pontos para os 11 de Tsunoda, mas Yuki acha que a diferença seria menor sem contratempos, como na Arábia Saudita e no Azerbaijão.

O grande desafio para Tsunoda está se convertendo no tipo de habilidade que pode ajudá-lo a liderar uma equipe se Gasly partir. Ele ganhou fãs ao redor do mundo por sua natureza direta - como Gasly coloca, "o que quer que cruze sua mente está fora de sua boca um décimo de segundo depois" - mas se levantar para liderar Alphatauri seria um teste importante.

Tost disse no comunicado de imprensa que confirmava Tsunoda para 2023 que crê que leva, para os pilotos, três anos para eles se aclimataram por completo na vida da F1. Significará a próxima temporada, não há desculpas para que Tsunoda não aproveite o talento inegável que tem, potencialmente como líder de equipe em Faenza.

De Vries na AlphaTauri? Nova REVIRAVOLTA agita MERCADO da F1 e pode 'desbloquear' dança das cadeiras

Podcast #196 - Após recorde, qual Alonso ficará para a história da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Brown: o sucesso da F1 nos EUA não depende de piloto ou equipe americana
Próximo artigo F1: "Nunca ouvi Hamilton reconhecer as qualidades de Verstappen", afirma Horner

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil