F1 vê Mugello e Nurburgring como opções para possíveis novas mudanças no calendário

Singapura e Japão representam grande dúvida no calendário da categoria, assim como as seguintes etapas: Austin, Cidade do México, São Paulo e Melbourne

F1 vê Mugello e Nurburgring como opções para possíveis novas mudanças no calendário

A Fórmula 1 está considerando corridas alternativas caso alguma etapa seja cancelada devido à pandemia do coronavírus. 

Com a inclusão do GP da Turquia no lugar da corrida em Montreal, o calendário de 2021 da categoria máxima do automobilismo deve seguir sem problemas até 26 de setembro, data do GP da Rússia.

Leia também:

A etapa de Sochi será a 16ª da temporada, um excelente número considerando as condições atuais e as complicações relacionadas com a logística que afetam quem é obrigado a viajar para outros países.

No entanto, há um ponto de interrogação após essa data.

A F1 precisa planejar suas viagens com bastante antecedência, e é por isso que há algumas semanas, nos escritórios da Liberty Media, eles vêm trabalhando com opções para possíveis novas mudanças.

Mugello e Nurburgring estão de volta?

O calendário atual prevê que, após o GP da Rússia, a categoria prossiga para Singapura e Japão. Embora a corrida de Sochi pareça óbvia, as viagens para Singapura e Japão representam uma grande dúvida, assim como as seguintes etapas: Austin, Cidade do México, São Paulo e Austrália (21 de novembro). No entanto, não deve haver surpresas em relação a Arábia Saudita (5 de dezembro) e Abu Dhabi, na semana seguinte.

O problema está ligado principalmente a seis GPs, desde o primeiro domingo de outubro até o final de dezembro. Durante o fim de semana de Portimão, houve especulações sobre Mugello e Nurburgring (como locais alternativos a Singapura e Suzuka). A única dúvida é com relação ao clima, mas em outubro existem poucas alternativas europeias com previsões meteorológicas mais tranquilizadoras.

Por outro lado, informações divulgadas recentemente afirmam que a Honda pressiona o governo japonês para viabilizar a realização da etapa em Suzuka, para que a montadora possa ter uma despedida da F1 em casa.

Sakhir como alternativa a Melbourne

A Liberty Media está muito interessada em ter os Estados Unidos de volta no calendário do Mundial, se as condições no México e no Brasil impossibilitassem a viagem, uma segunda corrida nos EUA pode ser considerada.

Vale lembrar que, logo após o cancelamento do GP do Canadá, a F1 divulgou um comunicado afirmando que os planos para correr no México e nos Estados Unidos seguem inalterados neste momento.

Em Portimão surgiu o rumor de um possível regresso ao circuito de Indianápolis, mas de momento trata-se apenas de uma especulação.

Como plano 'B' em Melbourne, haveria um retorno ao Bahrein, uma viagem que logisticamente iria bem com a final em Jeddah e Yas Marina. No caso de uma segunda etapa no Bahrein, será na pista externa que estreou no ano passado como o GP do Sakhir.

Christian Fittipaldi REVELA detalhes DESCONHECIDOS do dia da MORTE de SENNA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Oscar das pistas: histórias da F1 que rendem filme

 

.

 

compartilhar
comentários
Podcast #102 – A F1 deveria acabar com os limites de pista?

Artigo anterior

Podcast #102 – A F1 deveria acabar com os limites de pista?

Próximo artigo

F1: Chefe da Red Bull diz que não se preocupa com possíveis erros de Verstappen

F1: Chefe da Red Bull diz que não se preocupa com possíveis erros de Verstappen
Carregar comentários