Últimas notícias

F1: Verstappen lamenta possível saída de Spa-Francorchamps do calendário na próxima temporada

Campeão mundial tem pista da Bélgica como "favorita no mundo"; traçado deve dar lugar à África do Sul

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Com a busca da Liberty Media, proprietária da Fórmula 1, em expandir o calendário de corridas para ainda mais além da Europa, etapas como a Bélgica, realizada na pista de Spa, podem estar sobre grave ameaça. Na visão do atual campeão mundial, Max Verstappen, não ter um traçado como este entre os mais de 20 ao longo do ano, será uma grande pena.

Os organizadores do GP da Bélgica estão fazendo um último esforço para salvar a corrida histórica e selar um novo contrato com a FOM depois de investir em melhorias nas instalações e se comprometer a melhorar a oferta de entretenimento durante um fim de semana de GP. 

Leia também:

Mas com África do Sul prestes a se juntar a Las Vegas e entrar no calendário de 2023 e 2024, a Bélgica, além da França, pode realmente sair.

Nascido na Bélgica, cuja base de fãs holandeses proporcionou à corrida uma multidão nos últimos anos, Verstappen disse que Spa-Francorchamps é sua pista favorita e que acha que seria uma "grande pena" se ela desaparecesse do calendário.

"Seria uma grande pena perder Spa. É minha pista favorita no mundo", Verstappen disse.

"É uma pista maravilhosa para ser estar em um carro de Fórmula 1, em qualquer um, na verdade, com todas as curvas de alta velocidade e fluidez em geral."

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Photo by: Erik Junius

Mesmo que os organizadores de Spa não estejam interessados em alterar sua corrida com a França, ou com outro local, essa opção pode ser a única viável para que as duas corridas não desapareçam juntas completamente. O piloto da Ferrari, Carlos Sainz, espera que um acordo seja chegado e a F1 consiga continuar visitando Spa pelo próximos anos. 

"Eu acho que há um termo a ser chegado, porque no fim, todos nós amamos ir à França, ir a Spa, mas ao mesmo tempo, o esporte está crescendo muito", Sainz adicionou.

"Acredito que há muitos novos lugares que estão pagando uma grande quantia de dinheiro para ser parte da Fórmula 1. E isso dificulta, do ponto de vista dos negócios, de dizer não.

"O melhor compromisso seria uma rotação e eu entendo que França ou Spa não estejam de acordo em não estar no calendário todo ano, mas espero que, pelo menos, a cada dois ou três anos nós possamos visitar Spa em um carro de Fórmula 1. 

"Eu só quero que, além de Vegas, África do Sul, ou o que quer que venha, nós possamos continuar voltando para França ou para Spa às vezes para continuar aproveitando este tipo de circuito."

 

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #186 – Vitória da Ferrari na casa da Red Bull é marco para recuperação no campeonato?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:
Artigo anterior F1: A atualização "misteriosa" da Mercedes para França e o inconsistente progresso do W13
Próximo artigo F1: Mercedes escala De Vries para fazer TL1 na França no lugar de Hamilton
Assinar