F1 - Verstappen pede que Red Bull não siga mesmo caminho da BMW em 2008

Holandês pede que equipe não abandone desenvolvimento do carro de 2021 em detrimento de 2022 enquanto ainda estiver viva na luta pelo título

F1 - Verstappen pede que Red Bull não siga mesmo caminho da BMW em 2008

Max Verstappen pediu à Red Bull para que siga com o desenvolvimento e não arrisque perder a luta pelos títulos da Fórmula 1 em 2021 em vez de focar no carro do próximo ano, relembrando do erro estratégico feito pela BMW Sauber em 2008.

Naquele ano, a equipe suíça tinha um carro competitivo, e após conquistar sua primeira vitória no Canadá, Robert Kubica chegou a liderar o campeonato, com quatro pontos de vantagem sobre Lewis Hamilton.

Leia também:

Porém, devido à extensão nas mudanças do regulamento para o próximo ano, a BMW optou por mudar cedo o foco para 2009, acreditando que teria uma oportunidade maior de atingir o sucesso.

A forma da equipe foi caindo ao longo do resto de 2008 e Kubica acabou ficando de fora da luta pelo título após a penúltima etapa, deixando apenas Hamilton e Felipe Massa vivos para o GP do Brasil. Mas o carro de 2009 foi um desastre em termos de competitividade, e a BMW acabou saindo da F1 no final daquele ano.

Neste ano, todas as equipes vivem algo similar, tendo que ponderar a difícil decisão de quando mudar o foco para o projeto de 2022. Mas Verstappen deixou claro que a Red Bull não pode desistir tão cedo deste ano.

"Precisamos seguir dando o nosso melhor, temos que seguir trazendo novas peças ao carro", disse ao Motorsport.com. "Estou confiante que, se seguirmos assim, aprendendo com o que pode dar errado, direção de ajustes ou mais... podemos aprender sempre, certo?".

"Então se seguirmos ajustando e aprendendo com isso, e tenho certeza que podemos ter uma temporada muito forte".

Pedido para explicar melhor seu raciocínio sobre a continuidade do desenvolvimento, ele deixou claro que a equipe não pode garantir que ainda terá um pacote vencedor em 2022.

"Pra mim, enquanto temos uma chance grande de vencermos o campeonato, não podemos abandonar. Claro, é difícil de dizer, esse ano é complicado mas, no próximo ano, podemos vencer. Nunca se sabe. Mas se temos uma chance agora, temos que ir com tudo".

Lembrado do exemplo da BMW, ele disse: "É por isso que precisamos seguir. Acho que temos pessoas boas o suficiente para termos também um bom carro no próximo ano".

Robert Kubica, BMW Sauber F1.08

Robert Kubica, BMW Sauber F1.08

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

Verstappen acredita que a equipe esteja operando em altíssimo nível nesta temporada.

"Ouvi outra equipe dizendo que cometemos mais erros. E, claramente, não acho que esse seja o caso. Claro, ninguém é perfeito. Todos cometem erros. Mas, até aqui, acho que tivemos o menor número de erros em meio a uma batalha apertada no campeonato".

"Então eu confio muito na equipe. Toda vez que entro no pit lane, sei que em 99,9% das vezes, terei uma ótima parada. E isso também é muito legal, entrar no pit lane assim, tendo tamanha confiança no pessoal".

Ele também elogiou a Honda pelo progresso feito neste ano, com a equipe dominando uma corrida onde a velocidade de reta é tão importante.

"Até aqui neste ano a Honda deu um bom passo adiante. Acho que estamos muito próximos na performance. De vez em quando é difícil de dizer, com as asas e mais. Mas, no geral, acho que estamos nos aproximando".

"Porque potência no motor não é tudo. São várias coisas diferentes em que você precisa ser bom, com o motor. Mas sim, estamos melhorando, o que é ótimo ver".

Hamilton INFALÍVEL? Relembre cinco ERROS e BARBEIRAGENS do heptacampeão na F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #110 - Erro de Hamilton mostra um campeão sob pressão?

 

 

compartilhar
comentários
F1 - Mansour Ojjeh: a força desconhecida por trás da McLaren

Artigo anterior

F1 - Mansour Ojjeh: a força desconhecida por trás da McLaren

Próximo artigo

ANÁLISE: Sem renovação, opção para Bottas pode ser aposentadoria da F1

ANÁLISE: Sem renovação, opção para Bottas pode ser aposentadoria da F1
Carregar comentários