F1: Verstappen vence o GP da Holanda na frente de sua torcida e reassume a liderança do Mundial

Estratégias nas paradas fizeram a diferença em uma pista com poucas oportunidades de ultrapassagem

F1: Verstappen vence o GP da Holanda na frente de sua torcida e reassume a liderança do Mundial

A Fórmula 1 realizou neste domingo o primeiro GP da Holanda em 36 anos. E correndo em casa, na frente de seu 'exército laranja', Max Verstappen deu show, contornando as estratégias de paradas da Mercedes para vencer e reassumir a liderança do Mundial, com Lewis Hamilton terminando na segunda posição.

Diferente do início do fim de semana, o GP não foi marcado por incidentes como era esperado. E a dificuldade de ultrapassagens em Zandvoort levou a poucas mudanças no resultado final, com Valtteri Bottas completando o pódio, tendo Pierre Gasly e Charles Leclerc em quarto e quinto.

Leia também:

 

Um dos grandes destaques do fim de semana, o mar laranja de fãs de Verstappen deu um show antes da largada, comemorando bastante nos momentos que antecediam a saída para o GP.

Na largada, Verstappen saiu bem e rapidamente começou a abrir para Hamilton e Bottas, enquanto Gasly fechou a porta para a dupla da Ferrari, que busca assumir a quarta posição. Na segunda volta, a diferença do holandês para o britânico já era de quase 2s.

 

Pelo rádio, Russell avisou a Williams que Ricciardo, que vinha logo à sua frente, estava soltando óleo.

Ao final da quinta volta, nenhuma mudança no top 5. Verstappen liderava com 2s5 de vantagem para Hamilton, que abria mais 2s4 para Bottas, com Gasly em quarto, Leclerc e Sainz em quinto e sexto. Alonso e Ocon batalhavam duramente pela sétima posição, tendo ganhado a posição em cima de Giovinazzi. Já Pérez vinha em 18º, buscando passar Mazepin.

Diferente da previsão da Pirelli de apenas uma parada, muitos pilotos, especialmente os que largaram da 11ª posição para trás, passaram a apostar em duas, e começaram a ir aos boxes a partir da 10ª volta de um total de 72.

 

Na 20ª volta, Verstappen já abria 3s5 para Hamilton, que estava 7s2 a frente de Bottas. Pelo rádio, a Mercedes alertava o finlandês que, com esse ritmo, ele não se aproximaria dos ponteiros. Já Gasly vinha bem mais atrás, a 18s, se mantendo com uma boa vantagem para Leclerc, de 2s2. Lá no fundo, Pérez começava a recuperar posições, ocupando a 16ª colocação.

Reclamando das condições dos pneus, Hamilton foi o primeiro dos ponteiros a parar, na volta 21, colocando compostos médios e dando indicativos de que faria duas trocas. A Red Bull respondeu rapidamente, trazendo Verstappen para os boxes no giro seguinte, também colocando médios. O holandês voltou 2s2 à frente do rival.

 

De pneus médios, Hamilton aparentava ter um ritmo melhor que o de Verstappen, baixando aos poucos a diferença, que era de 1s5 na volta 29. O holandês, que rapidamente se aproximava de Bottas, foi orientado pela equipe a não lutar contra o finlandês, porque ele ainda teria que fazer a sua parada.

Mas Verstappen não seguiu as orientações da Red Bull e logo reduziu a diferença para menos de um segundo. Já Hamilton foi atrapalhado por um retardatário e acabou perdendo cerca de 1s para o holandês, com o rival preso atrás do companheiro de equipe, logo se aproximou novamente, chegando a menos de 1s.

 

Na volta 32, Verstappen passou Bottas na reta principal, e o finlandês cedeu espaço para Hamilton, indo aos boxes logo na sequência para colocar pneus médios. Com isso, o holandês mantinha cerca de 1s5 de vantagem para Hamilton.

Apesar da alta quantidade de bandeiras vermelhas do fim de semana, a primeira amarela do dia veio apenas na volta 38. Vettel perdeu o controle da Aston Martin e rodou na curva três, forçando Bottas, que vinha logo atrás, a desviar por fora da pista para evitar o alemão.

 

Em busca do undercut, a Mercedes parou Hamilton na volta 40, quando ele estava 3s atrás de Verstappen, colocando novamente médios. Para o seu azar, ele voltou atrás de diversos retardatários. A Red Bull parou o holandês na volta seguinte, retornando 3s5 à frente do rival, mas de compostos duros.

A estratégia da Red Bull parece ter dado certo, com Verstappen conseguindo manter a diferença para Hamilton na casa de 3s.

A 20 voltas do fim, Hamilton já reclamava das condições dos pneus, mas fazia a volta mais rápida da corrida, baixando a diferença de Verstappen para 1s5. Bottas seguia em terceiro, mas a 15s do companheiro de Mercedes. Gasly seguia em quarto, mas a 38s do finlandês e Leclerc fechava o top 5.

 

Na 60ª volta, Verstappen começava a abrir novamente para Hamilton, com o heptacampeão reclamando de que os pneus já estavam bem gastos, com a diferença chegando a mais de 4s.

Próximo do fim, Norris e Pérez protagonizaram uma disputa intensa pela nona posição, coroada com um toque entre ambos no momento da ultrapassagem do mexicano, mas sem maiores danos para ambos.

No final, a estratégia da Red Bull de colocar pneus duros em Max Verstappen pagou bem, e o holandês venceu o GP da Holanda, em sua primeira corrida em casa. Com Lewis Hamilton em segundo, o holandês reassume a liderança do Mundial, com três pontos de vantagem, já que o heptacampeão ficou com o bônus da volta mais rápida.

Valtteri Bottas completou o pódio com Pierre Gasly em quarto e Charles Leclerc em quinto. Fernando Alonso, Carlos Sainz, Sergio Pérez, Esteban Ocon e Lando Norris completam o top 10.

A rodada tripla da Fórmula 1 será concluída na próxima semana com o GP da Itália. E a etapa de Monza será palco ainda da segunda corrida sprint da temporada 2021, alterando o cronograma do fim de semana assim como foi em Silverstone. No Motorsport.com você acompanha a cobertura completa do fim de semana e da temporada da principal categoria do automobilismo mundial.

Cla   # Piloto Equipe Motor Voltas Pontos
1   33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 72 25
2   44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 72 19
3   77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 72 15
4   10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 71 12
5   16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 71 10
6   14 Spain Fernando Alonso Alpine Renault 71 8
7   55 Spain Carlos Sainz Jr. Ferrari Ferrari 71 6
8   11 Mexico Sergio Perez Red Bull Honda 71 4
9   31 France Esteban Ocon Alpine Renault 71 2
10   4 United Kingdom Lando Norris McLaren Mercedes 71 1
11   3 Australia Daniel Ricciardo McLaren Mercedes 71  
12   18 Canada Lance Stroll Aston Martin Mercedes 70  
13   5 Germany Sebastian Vettel Aston Martin Mercedes 70  
14   99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 70  
15   88 Poland Robert Kubica Alfa Romeo Ferrari 70  
16   6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 70  
17 dnf 63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 69  
18   47 Germany Mick Schumacher Haas Ferrari 69  
19 dnf 22 Japan Yuki Tsunoda AlphaTauri Honda 48  
20 dnf 9 Russian Federation Nikita Mazepin Haas Ferrari 41  

F1 AO VIVO: Verstappen vence QUEDA DE BRAÇO com Hamilton em BRIGA ESTRATÉGICA na Holanda; veja debate

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #129 - A aposentadoria de Raikkonen e tudo sobre o GP da Holanda

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
PÓDIO: Verstappen x Hamilton e tudo sobre o GP da Holanda
Artigo anterior

PÓDIO: Verstappen x Hamilton e tudo sobre o GP da Holanda

Próximo artigo

TABELA F1: Verstappen reassume liderança, com Hamilton próximo; veja classificação do Mundial

TABELA F1: Verstappen reassume liderança, com Hamilton próximo; veja classificação do Mundial
Carregar comentários