F1: Vettel critica pneus de chuva da Pirelli e relembra era Bridgestone

O piloto alemão ficou genuinamente desapontado com o desempenho dos pneus de chuva da Pirelli no GP de Mônaco de F1 de 2022

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22, misses a corner

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22, misses a corner

Mark Sutton / Motorsport Images

Sebastian Vettel foi um dos primeiros a mudar de pneus de chuva para pneus intermediários no GP de Mônaco, da Fórmula 1, no último fim de semana e a estratégia não funcionou como esperado, fazendo com que ele perdesse tempo em uma pista escorregadia e só cruzasse a linha de chegada em 11º.

No entanto, graças a penalização de Esteban Ocon por uma colisão em Lewis Hamilton, o piloto da Aston Martin subiu uma posição e conseguiu marcar um ponto.

"Tudo poderia acontecer nesta corrida, mas para mim tudo foi simples e claro", disse o alemão depois de cruzar a bandeira quadriculada. "Acrescentamos um ponto, que nunca é ruim. Estamos em Monte Carlo, onde é impossível ultrapassar, e com a chuva só há uma trajetória válida".

"Com base no nosso ritmo, acho que não podemos terminar mais alto. A primeira volta foi muito difícil, os pneus de chuva não estavam funcionando para nós, então fomos rápidos em trocá-los."

O editor recomenda:
Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22

Sebastian Vettel, Aston Martin AMR22

Fotoğraf: Mark Sutton / Motorsport Images

Olhando mais friamente, mudar para pneus intermediários tão rápido foi um erro, mas durante a corrida foi o passo lógico: "Fizemos um pit stop cedo porque tínhamos que tentar", explicou o tetracampeão da Red Bull. 

"Olhando para trás, podemos dizer que teria sido bom ter durado mais com os pneus de chuva. Mas nosso carro estava indo muito devagar." 

"Estes pneus não funcionaram nestas condições porque são demasiado duros para esta pista."

Depois de criticar os pneus da Pirelli, Vettel comparou os compostos de chuva atuais com os usados ​​na Fórmula 1 antes da chegada da Pirelli, uma avaliação que não favoreceu o fornecedor italiano. 

"Lembro-me bem das corridas na chuva em 2008, como por exemplo Monza (quando o alemão conquistou sua primeira vitória na F1), ou China em 2009 e mais algumas. Acho que não é possível correr com os pneus atuais [chuva]".

Até o final da temporada de 2010, o fornecedor oficial de pneus da F1 era a Bridgestone, que foi substituída pela Pirelli em 2011 e desde então não teve concorrência na primeira divisão do automobilismo. Atualmente, o contrato da Fórmula 1 e da Pirelli vai até o final de 2024.

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #180 – ‘Autossabotagem’ da Ferrari pode fazê-la perder título da F1 em 2022?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior Zhou comenta chances de Drugovich chegar à F1: "Nunca se sabe"
Próximo artigo F1: Racha entre Liberty Media e FIA se aprofunda após polêmicas em Mônaco, diz jornal

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil