F1: Vettel é desclassificado e Hamilton herda 2º lugar na Hungria; entenda

Direção de prova encontrou apenas 300 ml de combustível na Aston Martin do piloto após a corrida, quando o regulamento prevê o mínimo de um litro

F1: Vettel é desclassificado e Hamilton herda 2º lugar na Hungria; entenda

Segundo colocado 'na pista' no GP da Hungria de Fórmula 1, Sebastian Vettel não teve muito tempo para comemorar no Hungaroring: por causa de uma irregularidade no combustível, o alemão da Aston Martin foi desclassificado da prova deste domingo.

O editor recomenda:

Assim, quem herda a segunda colocação é o britânico Lewis Hamilton, que completou a prova em terceiro com a Mercedes. Agora, o posto que fecha o 'pódio' do GP da Hungria é do espanhol Carlos Sainz, da Ferrari. 

Depois de cruzar a linha de chegada, Vettel estacionou seu carro na lateral da pista na Curva 12, após receber ordem para parar. Mais tarde, descobriu-se que o alemão não completou a 'volta de resfriamento' devido à falta de combustível em seu carro.

Durante as verificações pós-corrida, a FIA não foi capaz de retirar uma amostra de um litro de combustível da Aston Martin de Vettel para verificações, de modo que a quantidade mínima exigida pelos regulamentos não foi coletada.

O delegado técnico Jo Bauer, portanto, levou o assunto aos comissários, afirmando que "apenas uma amostra de 0,3 litro" de combustível foi ser extraída do carro do tetracampeão mundial.

Isso viola o Artigo 6.6.2 do Regulamento Técnico de 2021, que diz que "os competidores devem garantir que uma amostra de 1,0 litro de combustível possa ser retirada do carro a qualquer momento durante o evento". Posteriormente, a Aston Martin tentou extrair a amostra necessária de um litro sob a supervisão da FIA, mas não conseguiu, o que rendeu a Vettel uma desqualificação.

Em seu veredicto, emitido às 22 horas do horário local (17h de Brasília), os comissários da FIA observaram: "A equipe teve várias oportunidades para tentar remover a quantidade necessária de combustível do tanque, mas só foi possível bombear 0,3 litros para fora."

"Durante a audiência na presença do Delegado Técnico da FIA e do Diretor Técnico da FIA, o chefe da equipe da Aston Martin afirmou que deve haver 1,44 litros restantes no tanque, mas eles não são capazes de retirá-lo." 

"Diante dessa situação, o carro nº 5 não está em conformidade com os requisitos do Art. 6.6 do Regulamento Técnico da FIA. De acordo com o Art. 6.6.2, os competidores devem garantir que uma amostra de 1,0 litro de combustível possa ser retirada do carro a qualquer momento. O procedimento foi seguido, mas a amostra de 1,0 litro de combustível não pôde ser coletada do carro."

A Aston Martin tem o direito de apelar da decisão dos comissários, mas ainda não está claro se eles o farão. A decisão é um 'incentivo' para Hamilton em sua luta pelo título contra Max Verstappen, holandês da Red Bull, que sobe de décimo para nono. Com a alteração no resultado, o heptacampeão mundial aumenta sua liderança no campeonato de seis para oito pontos.

Sainz herda a posição final no pódio, enquanto a dupla da Williams, Nicholas Latifi, do Canadá, e George Russell, da Grã-Bretanha, também se beneficia enormemente, marcando dois pontos extras, elevando o total da equipe para 10.

Kimi Raikkonen, finlandês da Alfa Romeo, sobe para a décima posição para levar o ponto final da corrida do Hungaroring. Antes de sua desqualificação, Vettel, que também recebeu uma reprimenda da FIA por usar uma camiseta em apoio aos direitos LBGTQIA+ durante o hino nacional húngaro, disse que estava "desapontado" por não poder ultrapassar Ocon e vencer a corrida.

"Estou um pouco desapontado porque senti que fui um pouco mais rápido na maior parte da corrida", disse Vettel. "Mas Esteban não cometeu um único erro e eu realmente não cheguei perto o suficiente. Obviamente, o segundo lugar é um grande resultado para nós, mas quando está tão perto, com certeza você está sempre olhando para a vitória, e não para a segunda posição."

Vettel sofreu pela última vez um destino semelhante no GP de Abu Dhabi de 2012 quando, guiando pela Red Bull, ele foi excluído da qualificação por não fornecer uma amostra de combustível grande o suficiente.

Assista programa pós-corrida do Motorsport.com com o debate sobre GP da Hungria

compartilhar
comentários
F1: RBR deve instalar última unidade de potência no carro de Pérez
Artigo anterior

F1: RBR deve instalar última unidade de potência no carro de Pérez

Próximo artigo

F1- Leclerc chama incidentes da curva 1 de 'jogo de boliche'

F1- Leclerc chama incidentes da curva 1 de 'jogo de boliche'
Carregar comentários